Sex shop em casa > Géis e vibradores

Saiba porque eles são os acessórios eróticos mais famosos
por admin

Gel negociador

Érica mostra o pó que faz o namorado ejacular colorido, a vela que não queima e o sensibilizador clitoriano. As garotas fazem hummmm. E ainda tem o "Uh-la-lá", que é um excitante unissex. Segundo Erica, trata-se de um sensibilizador do Ponto G e também vasodilatador.

Ainda tem o Magic, que é um adstringente que tem o poder de deixar "a menina" apertadinha. E o campeão de comentários da noite, o chamado gel negociador. "O gel negociador faz com que você dê o número dois lendo revistinha", diz Erica, se referindo a sexo anal. As meninas morrem de rir sem disfarçar o interesse no produto.

Depois do negociador, vem o perfume com feromônio que torna qualquer mulher irresistível. E, então, as camisolas e lingeries sensuais. "Ninguém vai dormir de pijama de bolinha, hem", diz Erica, ao que algumas garotas protestam e defendem suas roupas de dormir com desenho de ursinho. Érica sugere uma lingerie sensual para depois convidar o gato para jogar buraco com um baralho com as posições do Kama-sutra.

Vibradores

Chega a hora mais esperada da noite: a vez dos vibradores. Tem um que encaixa no dedo e deixa a mulher com as duas mãos livres. Tem vibrador em forma de caneta e de batom, além de um anatômico para estímulo do ponto G. Tem vibrador em borracha, silicone e cyber skin, que é um material que imita pele humana. "Esse aí só falta beijar na boca", diz uma das convidadas.

Para variar, o preferido é o famoso Rabbit, que passa de mão em mão, entre gemidos e suspiros. Érica ainda mostra o clone que faz uma cópia em chocolate ou vela do "menino" dele ou da sua "menina".

Astro do filme "De pernas pro ar", o coelho cai nas graças das garotas: por fora, um bicho de pelúcia simpático. Por dentro, protegido por um cadeado, está um bullet com vibro. Faz sucesso.

Também mostrado no filme, ainda tem a calcinha que vibra através de estímulos sonoros - tem até entrada para iPod. "O mercado sempre tem novidade. Só não tem prazer quem não quer", afirma Erica.

Para as mais tímidas, a consultora diz que não tem motivo para haver vergonha de usar. "Tem que ter atitude. Não adianta comprar e deixar na gaveta", sublinha Erica, que também dá cursos como pole dance e strip-tease. "Vou abrir a lojinha", anuncia ela, antes que todas levantem e comecem a analisar de perto o produto que gostou.

Saldo da noite: foram vendidos um coelho, uma calcinha que vibra, canetas, velas, óleos, géis, o baralho, o clone, o perfume de feromônio e conjunto de lingerie. As gargalhadas foram grátis.

Agradecimentos:


Érica Rambalde - http://www.sexydelicia.com.br/

Categoria:

Matérias Recomendadas

Facebook Comments