Pequena, média ou grande notável

Tamanho de órgão sempre gera polêmica. Nesse caso, não é o deles e muito menos o da igreja. É o do nosso, ou melhor, da nossa. Chocada? Então, leia e descubra as preferências masculinas em relação a ela, a vagina.

por Redação

Existe uma séria e infinita polêmica sobre a questão do bendito tamanho. Será que ele realmente é documento? Já estamos bastante crescidinhas para saber que cada caso é um caso e que as variáveis do portador também contam pontos na hora da classificação. Assim como somos experts em anatomia masculina – basta ter se deparado com pelo menos dois exemplares para se julgar a tal –, os homens também nos avaliam pelo tamanho dela. Oooohh!! É a pura, crua e, mais do que tudo isso, nua verdade, caras amigas. Os homens reparam, comentam e desenvolvem preferências com relação a ela, a vagina.

Pois é, acreditávamos que bastava manter o play limpinho, cheirosinho e sem matos nos cantos para satisfazer os meninos. Só que não é essa a concepção masculina da coisa propriamente dita. Isso quer dizer que eles também estão atentos a questões estruturais da área, como largura, altura, profundidade etc. “Claro que a gente repara nos detalhes. Se a mulher é carnuda, larga, depilada, essas coisas…”, confessa o dentista Gilberto Freitas. Para o analista de sistemas Renato Boldrin, fazer o reconhecimento do campo é natural e até necessário. “Precisamos saber onde nos metemos, com direito ao trocadilho, por favor”, brinca.

E já que são tão observadores quanto conhecedores do produto, os homens acabam adquirindo preferências em relação a modelo, tamanho e cor. “Para mim ela deve ser carnudinha, rosinha, cheirosinha e depiladinha”, revela o advogado Carlos Macedo. Mais alguma exigência? “Que a mulher que a acompanhe seja bonita, inteligente, carinhosa”, diz Carlos, complementando o pedido. Exigente o rapaz, não? Passemos para próximo. O engenheiro Augusto Coelho diz que, para ele, os pequenos lábios não devem ser muito escuros. “Dá uma aparência de gasta. Fica feio e pouco convidativo para o sexo oral”, comenta. O tamanho pp também faz a cabeça – no duplo sentido – do sexo masculino. “Apertadinha é que é bom. Gosto daquela que oferece resistência na entrada da festa”, alega o comissário de bordo Artur Viegas.

Sexo oral – esse é o momento da revelação, segundo o publicitário Henrique Botelho. É a hora de se ficar cara-a-cara com a dita-cuja e de reparar se o clima é hospitaleiro. “Quando se desce para lá é que dá pra sentir o cheiro, o sabor, a textura. Têm umas que parecem verdadeiras frutas de tão gostosas”, afirma Henrique. E o sacrifício nosso, a cada puxada a sangue frio da depiladora, tem lá suas compensações. “Lamber cabelo não rola. Gosto daquelas que são depiladas até lá trás. Cabelo só na fachada”, decreta o gerente comercial Danilo Ribeiro.

Com a palavra outro homem: este, de fato, conhecedor científico do assunto – o  ginecologista Eduardo Zlotnik. “As vaginas realmente são diferentes entre si em relação ao comprimento do canal, coloração de lábios, que podem ser escuros ou claros, e de mucosa, rosadas e arroxeadas”, revela o médico. Mas será que essas diferenças de medidas tem a ver com o porte da dona? “Não. O comprimento da vagina não tem ligação com a estatura da mulher. Já em relação à largura, em alguns casos, se a mulher tiver tido parto normal, pode acontecer da entrada da vagina ficar mais larga. No entanto, essa mucosa se estende quando vai haver relação e contrai em estado normal, por isso pode dar a impressão de maior, além de ocorrer a lubrificação”, explica Dr. Eduardo, acrescentando que, se a largura ou o tamanho dos lábios forem motivos de insatisfação para a mulher ou o parceiro, existem correções cirúrgicas para cada caso.

Como toda musculatura essa também pode e deve ser malhada. Porque não só melhora sua textura como o desempenho sexual da mulher. E não pense você que vai necessitar desembolsar mais algum dinheiro com academias especializadas no ramo. Dr. Eduardo Zlotnik indica um exercício simples e prático. “Quando for urinar, a mulher deve tentar segurar e soltar a musculatura da vagina algumas vezes. Isso pode ser feito ao longo do dia”, diz ele. Outro método em voga é o Pompoarismo que, além de botar a bichinha para malhar, pode oferecer aquele plus que seu relacionamento andava precisando.

Estria, celulite, flacidez, peito caído, bunda idem e, agora, ela! São tantos pormenores, nem tão menores assim, para se pensar na hora H. Chegamos a conclusão de que a mulher – literalmente – sofre pressão de todos os lados: é de cima pra baixo, de baixo pra cima… O jeito é relaxar e gozar!

Comentários

  1. disse:

    Adoro a notável. Em qualquer tamanho. É o que primeiro olho e o que mais me atrai na mulher. O resto é acessório. E sem muitas especificações:pequenos lábios e clitóris visíveis são desejáveis e aumentam o tesão; depilação, cheiro e principalmente sabor, são indispensáveis. Sabor natural, é claro.

  2. disse:

    Eu adoro mulheres com os lábios da vagina grandes,quem me dera se minha mamorada fosse assim.

  3. disse:

    que engraçado…………o que pra mim,e pra muitas mulheres é um incomodo,pra alguns homens é excitante….
    tanto incomoda esses labios vaginais grandes que tem ate cirurgia pra isso…………
    eu mesmo gostaria de fazer,morro de medo do meu namorado me achar horrivel……..afff
    que bom que existem homens que gostam de mulher simplesmente……..sem se importar com detalhes………..
    bjuusss….
    fui!!!!!!!!!!11 (A)

  4. disse:

    Muito boa a matéria!
    Marcella Brum mandou muito bem, tanto nas informações como nas doses saudáveis de humor!
    Eu adorei!

    Momento marketing pessoal: Este desenhista, heim! De mão cheia!

×
Faça do Bolsa de Mulher
sua página incial
E também acompanhe: Newsletter