*

O que toda mulher deve saber sobre sexo anal - Bolsa de Mulher

O que toda mulher deve saber sobre sexo anal

Prática pode, sim, causar dor, mas há mulheres que conseguem chegar ao orgasmo através dela
por Redação

Ainda existe um tabu muito grande em torno do sexo anal. Muitas pessoas acham que é anti-higiênico, outras acreditam que a prática provoca dor e nenhum prazer e há ainda as mulheres que pensam que serão menos valorizadas pelos parceiros se aderirem à modalidade. É verdade que, dentre as coisas que os homens adoram na cama, esta posição sexual está no topo da lista. No entanto, isso não significa que as mulheres não possam se satisfazer através dela. É possível ter prazer com o sexo anal, e o mais importante é que a mulher escolha aderir à prática visando o próprio prazer, e não apenas para agradar o parceiro.

Leia também:

Pênis muito grande machuca? Ginecologista esclarece

Conheça as 7 posições sexuais que mais estimulam o prazer

Como ter orgasmos: sexóloga sugere posições para ter o máximo de prazer

Sexo anal dói?

Este é um dos maiores receios das mulheres que nunca praticaram a modalidade. De fato, a dor é uma possibilidade. Segundo explica a sexóloga Carla Cecarello, a musculatura do ânus foi feita para expelir, não para inserir. Por isso, a contração e a dor são reações naturais.

Se o nível de tensão e nervosismo forem altos, o incômodo pode ser maior. Portanto, a orientação da especialista é, antes de mais nada, estar confortável e ciente da decisão. Além disso, para quem nunca praticou sexo anal antes, o cuidado do parceiro é importante para tornar a experiência agradável.

Assim como a penetração vaginal, que é dolorosa na primeira vez, essa posição também requer tempo de adaptação até que possa ser feita sem dor.

Orgasmo com sexo anal

Carla afirma que é muito raro atingir o orgasmo com a penetração do ânus. Segundo ela, o que torna o momento prazeroso é o envolvimento, a entrega e a fantasia. O que pode ajudar a mulher a gozar é o toque, feito por ela ou pelo parceiro, nas zonas erógenas e no clitóris. No entanto, algumas mulheres afirmam que ficam tão excitadas no momento que acabam tendo um orgasmo mesmo sem o estímulo de outras regiões.

"Sem dúvida, são os homens os que mais apreciam a prática, embora algumas mulheres relatem alcançar assim o orgasmo. Em suma, qualquer prática sexual só se justifica se for prazerosa para ambos os parceiros e não por obrigação ou para agradar ao outro", afirma a psicanalista e escritora Regina Navarro Lins.

Sexo anal pode doer, mas tem mulheres que conseguem "chegar lá" através dele (Thinkstock) Sexo anal pode doer, mas tem mulheres que conseguem "chegar lá" através dele (Thinkstock)

Prazer masculino

Mas por que os homens gostam tanto de sexo anal? A resposta, na verdade, é muito simples e lógica. O canal do ânus é mais apertado do que o da vagina, o que confere muito mais prazer a eles. Por não terem sido feitas para “receber” nada, apenas para eliminar, quando o pênis é introduzido no ânus, as paredes se contraem, oferecendo ainda mais prazer. Outro fator que contribui é a obsessão que a maioria dos homens tem pelo bumbum feminino.

Além da questão física, a preferência masculina pela prática envolve um fator psicológico. Por ser um tabu, a penetração por trás passou a ser vista como algo proibido e difícil de ser conquistado – o que a tornou ainda mais atraente.

O sexo anal, portanto, une duas coisas que os homens adoram: prazer e desafio. Por isso, de todas as práticas sexuais, está dentre as mais desejadas.

Como fazer sexo anal

Algumas dicas para as mulheres que desejam iniciar a prática são:

Use os dedos

No início, peça para o seu parceiro introduzir o dedo. Isso irá ajudar no relaxamento e adaptação à modalidade. “Toque a entrada do ânus e espere a contração, sem afastar o dedo. Em seguida, os músculos irão relaxar novamente. Neste momento, é preciso forçar um pouco mais e esperar uma nova contração. Fazendo isso repetidas vezes, aos poucos, é possível chegar lá sem dor”, orienta Carla Cecarello.

Lubrificante

Um fator que dificulta bastante a penetração por trás é a falta de lubrificação natural. A indicação é usar um gel à base de água, que não irrita a região.

A posição mais confortável para a mulher é de ladinho. Cautela do parceiro é fundamental (Thinkstock) A posição mais confortável para a mulher é de ladinho. Cautela do parceiro é fundamental (Thinkstock)

Nunca use anestésicos

Os produtos que causam amortecimento local são perigosos, pois, como a mulher perde a sensibilidade, é possível que o parceiro faça movimentos mais bruscos sem que ela perceba, apresentando o risco de ferimentos graves e até o rompimento de pregas.

Maior risco de DSTs

A vagina possui um pH ácido que é capaz de matar alguns vírus (porém, não evitando completamente a contaminação de doenças venéreas). Já o ânus não possui esta proteção natural, portanto é ainda mais vulnerável às Doenças Sexualmente Transmissíveis. Por isso, o uso da camisinha é imprescindível – apesar de não ser possível engravidar com o sexo anal.

Qual a melhor posição para fazer sexo anal?

A posição menos dolorosa para a mulher é de lado (“conchinha”), pois o ânus fica mais relaxado, diminuindo a dor. Outra posição comum é de quatro, mas ela pode ser mais incômoda para quem é penetrado. Existe ainda a possibilidade de a mulher sentar por cima do homem, de costas para ele. Desta forma, ela consegue controlar melhor a penetração.

Limpeza intestinal é perigosa

A lavagem retal consiste na introdução de um cano de água no ânus, que promove a eliminação de restos de fezes (já que existe o risco de eles escaparem durante o sexo). No entanto, esta prática é completamente contraindicada pelos médicos, pois é muito perigosa. O recomendado é higienizar a entrada do ânus com água e sabão, mas nunca lavar a parte de dentro.

Qual seu apelo sexual?

Assim como existem vários tipos de perfumes, jeans e homens, também existem várias formas de sensualidade. Quer saber qual é o seu sexy appeal? Faça o teste e descubra!

 

Conheça também as posições sexuais que mais estimulam o prazer da mulher:

Fique por cima e mantenha os pés no chão, não os joelhos. Fique por cima. Controle o ritmo e a intensidade da penetração. Sente de costas para ele e controle os movimentos. Não há quem não goste do papai-e-mamãe, mas que tal inovar com brinquedinhos eróticos?No 69 clássico, você e seu parceiro praticam sexo oral simultaneamente.Ela fica de quatro e ele, de joelhos, a penetra. Permite uma penetração profunda. A mulher pode ajudar nos estímulos mexendo o próprio quadril.Essa requer força para ele e equilíbrio para ela. O parceiro fica de pé e segura a parceira no colo com as pernas em volta de seu corpo, que se entrega nos braços dele.Ela, de costas, apoia os braços na parede (ou no chão) e empina o bumbum, enquanto ele a penetra por trás.

Categoria:

Matérias Recomendadas

Facebook Comments