Mulher com mulher

O que há por trás do desejo pelo mesmo sexo? Mulheres contam suas experiências
por admin

ATENÇÃO: ESTE CONTEÚDO POSSUI TEOR SEXUAL E É IMPRÓPRIO PARA MENORES DE 18 ANOS.

É raro tocar no assunto na mesa no jantar, mas no fórum do Bolsa de Mulher o tema sempre vem à tona. Alguns depoimentos soam como cochichos no ouvido de outra usuária, que aproveita para confessar o mesmo desejo. Muitos têm uma dose de culpa ou deixam transparecer o medo do desconhecido. Partem de mulheres como todas nós, tão parecidas e ao mesmo tempo tão diferentes entre si: as solteiras, as que têm namorado, muitas têm marido, algumas são mães. Em comum, fantasias com outra mulher.

Mulher com mulher está na moda e é o fetiche número um dos rapazes. Talvez por isso as meninas estejam mais à vontade para assumir seus desejos, como faz a usuária da rede social do Bolsa de Mulher Solzinha. "Acho que isso acontece com a maioria das mulheres. É o meu caso, tenho vontade, morro de tesão de tentar uma relação assim", revela, em sintonia com a usuária Girl G. "Acredito que teria coragem de transar com outra mulher. Fico imaginando como seria estar com alguém que soubesse tão bem quanto eu onde nos dá mais prazer", diz ela. A usuária do Bolsa Inês vai um pouco além e perguntou no fórum do Bolsa: "Adoraria ter essa experiência... Alguém se habilita?".

Dá jacaré?

Ainda que manifestem vontade, às vezes bate uma insegurança antes de colocá-la em prática, o que fica claro no depoimento da usuária Confusa Demais. "Às vezes tenho mais tesão quando vejo uma mulher nua do que um homem nu. Sinto muita vontade, mas morro de medo", diz. Da mesma forma, a usuária Escorpiana Ciumenta nutre a fantasia e tem receio de realizá-la: "Tenho atração, mas tenho medo. Acho que o preconceito interno fala mais alto".

Dá tesão

Em vez de ficar só na fantasia, elas partiram para a realidade. Aerovip, usuária do Bolsa, já viveu duas experiências com mulheres. "Foi encantador. O processo de sedução, os climas criados e as vias de fato foram obras de arte transpostas para a realidade", conta. Pixoxa, outra usuária, demorou alguns anos, mas experimentou uma noite com outra mulher. "Desde adolescente tinha uma fantasia de conhecer outra mulher intimamente. Tenho 46 anos. As pessoas me dão 36 e me sinto com 20. No ano passado realizei minha fantasia. Gostei muito e quero repetir", diz.

A usuária da rede social do Bolsa Linelili também já passou por experiências com outra mulher. Hoje ela é casada e o marido nem desconfia desse lado da esposa. "Foi ótimo quando aconteceu. Amei, penso muitas vezes e quero repetir", conta ela, assegurando que ama o marido e com ele quer construir uma família. "Apenas gostaria de ter algumas vezes uns encontros com mulheres. Não há nenhum constrangimento, é lindo. Vale a pena", afirma Linelili.

Na farra, ficar com outra mulher pode ser excitante. Mas e na hora de apresentá-la aos seus pais? A usuária do Bolsa Saak já ficou com meninas e conta sua história. "Gosto de ficar com meninas, mas a pressão da sociedade é muito grande. Então, fui me castrando um pouco", conta ela se dizendo em paz consigo mesma. "Para mim, assumo isso numa boa. Não me sinto culpada ou mal comigo mesma. Também gosto de meninos e não me sinto pervertida, pois faço com naturalidade e não porque está na moda", diz Saak.


Categoria:

Matérias Recomendadas

Facebook Comments