Massagem tântrica

Aumente a sua capacidade de sentir prazer
por admin

Seja para apimentar a relação, estar mais conectado ao parceiro ou reacender o desejo sexual adormecido, a massagem tântrica possui técnicas que estimulam o autoconhecimento e potencializam os níveis de prazer. ”Esse tipo de prática ajuda a conquistar os orgasmos múltiplos nas mulheres e os sem ejaculação nos homens. Os benefícios que vêm junto com o desenvolvimento sensorial são muitos, mas acredito que o foco principal seja a quebra de paradigmas relacionados à sexualidade”, explica o terapeuta corporal, Evandro Palma, do Centro Metamorfose.

O método, desenvolvido pelo famoso terapeuta corporal Deva Niskok, que hoje comanda o Centro de Desenvolvimento Integral Metamorphosys, em São Paulo, se distingue por cada área de estimulação. "Cada uma delas terá um foco definido, mas complementar”, aponta Palma. Durante o curso, os profissionais explicam o funcionamento da técnica, além de usar óleos que estimulam a parte sensorial, proporcionando um contato energético que estimula a sensibilidade. A sessão começa com a Sensitive Massagem, técnica de toque com a ponta dos dedos por todo o corpo e que aumenta os níveis de endorfina, serotonina e ocitocina. “São técnicas específicas que irão aproximar você ainda mais de quem gosta ou, ainda, despertar o amor como um sentimento sem objeto definido”, salienta Evandro.

O ambiente para a massagem tântrica deve ser agradável, com pouca luz e conforto térmico, orienta o especialista, completando: “Uma sequência de belas músicas (lounge ou new age) ajuda. Use velas aromatizadas, flores e uma luz mais baixa, deixando o local o mais aconchegante possível. E, puder, utilize ainda uma superfície confortável, mas firme. O futon é o ideal”, explica o especialista.

Gostou? Se for receber a massagem, deite, relaxe o corpo e deixe a respiração bem solta, sem um padrão definido, com a boca entreaberta e os olhos fechados. Já se for aplicá-la, Palma ensina: “deslize lentamente a ponta dos dez dedos pela pele, num toque leve e sutil, sentindo cada detalhe, poro, pelo e relevo. Faça no corpo todo. Este processo muda a fisiologia da pele. Os poros ficam arrepiados e, neste momento, as vibrações e os espasmos involuntários acontecem”, ensina ele.


LEIA TAMBÉM:

Tamanho não é documento. Mesmo.

Esfriou? A gente esquenta!

Categoria:

Matérias Recomendadas

Facebook Comments