Ejaculação feminina >

Primeiro as damas: com a palavra, a sexóloga Marilene Vargas, autora do livro "Manual do Orgasmo 2000", que afirma que toda mulher ejacula – até você! "Durante a excitação, um líquido é produzido pelas glândulas parauretrais chamadas de Skene. Ao atingir o orgasmo, a vagina se contrai liberando de 15 a 200 ml desse líquido. [...]
por admin

Primeiro as damas: com a palavra, a sexóloga Marilene Vargas, autora do livro "Manual do Orgasmo 2000", que afirma que toda mulher ejacula – até você! "Durante a excitação, um líquido é produzido pelas glândulas parauretrais chamadas de Skene. Ao atingir o orgasmo, a vagina se contrai liberando de 15 a 200 ml desse líquido. Sempre que gozamos, ejaculamos também, talvez de modo imperceptível porque o volume é pequeno – daí confundirmos com lubrificação. Só que algumas mulheres chegam a esguichar até 300 ml, ensopando a cama", explica.

Marilene ressalta que a quantidade expelida varia com o tempo das preliminares e também o grau de envolvimento do casal, devido ao hormônio da fidelidade, a vasopressina. "A ejaculação feminina é semelhante a do homem, só que sem espermatozóide. Possui os mesmo 80 elementos e maior quantidade de frutose. O cheiro é próximo ao odor natural da vagina, de acordo com as características de cada mulher", revela.

Animada para ejacular 300 ml hoje à noite? Então espere até ouvir o que o sexólogo Cássio dos Reis tem a dizer. Segundo ele, a ejaculação é um característica exclusiva dos homens e o esguicho a que uma minoria de mulheres se refere é na verdade lubrificação excessiva, nada além. "A mulher não tem os órgãos necessários para ejacular, de modo que as contrações no momento do orgasmo simplesmente ajudam o corpo a liberar o excesso de secreção produzido durante a excitação", afirma Cássio, que explica que algumas mulheres têm mais lubrificação por questões orgânicas ou até aspectos psicológicos como a capacidade de se entregar ao prazer.

E agora? Mulher ejacula ou não? A Dra. Marilene ensina uma posição que, segundo ela, é tiro e queda para ejacular uma bela quantidade: "A posição de gato, em que o homem fica por baixo e a mulher senta por cima, dorso com dorso e o queixo passando por trás da cabeça do parceiro. Nos movimentos de vai e vem, fica mais fácil estimular o ponto G e então ejacular bastante", dá a dica.

O problema é que o Dr. Cássio é capaz de assegurar que esse negócio de ponto G sequer existe! "É só a continuação do clitóris por dentro da vagina, podendo ser agradável o toque", conclui. Bem, enquanto os especialistas não chegam a um acordo sobre o assunto, o jeito é treinar bastante, tirar a prova dos nove e chegar a sua própria conclusão – só ejaculando pra crer!

Categoria:

Matérias Recomendadas

Facebook Comments