Do que eles gostam

Descubra o que os homens realmente querem de uma mulher na cama
por admin

ATENÇÃO: ESTE CONTEÚDO POSSUI TEOR SEXUAL E É IMPRÓPRIO PARA MENORES DE 18 ANOS.

Entre as dúvidas que assolam o universo feminino – e que fazem vender muitos livros - está a questão que povoa a mente de toda mulher que adora uma atividade frenética entre quatro paredes: afinal, do que os homens realmente gostam na cama? Será que eles curtem grandes ousadias, regadas a acessórios, posições de Kama Sutra e um toque de baixaria? Ou seriam mais serenos, em busca da satisfação dos prazeres da carne com algumas variações da modalidade básica?

O Bolsa de Mulher tomou a iniciativa e foi conversar com eles para descobrir quais as melhores formas de fazê-los delirar de prazer e – por que não? – pedir muito mais do que um bis.

Abaixo a monotonia!

Na hora de definir o que realmente faz a noite se tornar inesquecível, os rapazes são pra lá de ecléticos. Dá para notar que odeiam monotonia. Fã incondicional de todas as formas de apimentar o sexo, o engenheiro Júlio Martins não deixa escapar uma mulher que tope embarcar nas suas fantasias. Haja pique para acompanhá-lo! "Tenho espírito de aventura, gosto de transar em lugares inusitados como praias, no meio da estrada durante uma viagem, na escadaria do prédio, num acampamento, no meio do mar. Se a mulher aceita participar e relaxa, curte o momento e se entrega todinha, sem se preocupar em ser flagrada, vou à loucura", confessa.

Já os detalhes, daqueles que a gente nem se dá conta, fazem uma baita diferença na hora "H", pelo menos para o estudante Maurício Medina. Para ele, a linguagem corporal conta muitos pontos. "Presto muita atenção ao olhar da mulher, na maneira como ela se comporta, no jeito de pegar, de beijar. Se ela sabe ser sexy nos movimentos fico tremendamente excitado. Ainda mais se ela transa olhando firme nos meus olhos", revela ele. O vendedor Gustavo Ferreira faz coro: "Pela maneira como ela se comporta na cama a gente consegue sacar quando a menina está gostando da coisa, sendo artificial ou não muito à vontade", garante.

Há quem curta quando a gente esquece o lado 'dama', comportadinho, e dá vazão à faceta mais exibicionista e erotizada, como o designer Felipe Rocha. "Gosto que ela perca a timidez e se exiba, transe comigo explorando todo o corpo, tocando os seios, a bunda, se masturbe na minha frente. Sou todo ligado nessa parte visual, gosto de ver o quanto ela está curtindo, morrendo de tesão", entrega. Será que ele não encontra por aí mulheres empolgadas demais em bancar a femme fatale? "É, infelizmente tem algumas que aproveitam o momento para ficar se olhando no espelho, enquanto transam comigo, escolhendo os melhores ângulos de si mesmas", brinca.

Direto ao ponto

É hora de colocar os pingos nos "is" e falar da parte prática. Até agora os moçoilos só falaram de comportamento, mas e na hora do vamos-ver, de botar a mão – e o corpo inteiro - na massa? O que é que os faz revirar os olhinhos, uivar de alegria e perder a cabeça?

Louco por carinhos, mordidas e lambidas em todo o corpo, o estudante Maurício Ferreira tem verdadeiros arrepios quando recebe esses mimos nos mamilos, nas coxas, na virilha e na nuca. "Não importa o momento. Pode ser nas preliminares ou nos minutos mais quentes da transa. Se a mulher for uma mestra nesse tipo de carinho, já me ganhou", afirma, garantindo que faz o mesmo como retribuição à parceira. "No final, tem mais um bônus: uma bela massagem!", propagandeia.

Enquanto Maurício se derrete por carinhos, o designer Felipe é mais chegado à turma seguidora da filosofia do "um tapinha não dói". E jura de pés juntos que o mulheril não só aprova como pede um repeteco. "É irresistível. Tem horas em que a coisa está tão maravilhosa na cama, que eu peço que elas me batam com força na cara ou na bunda, enquanto eu falo as maiores sacanagens. Se elas permitem, dou o troco. Já tive namoradas que não eram nem um pouco chegadas nisso e depois acabaram querendo mais", afirma ele, com uma pontinha de orgulho.


É, mas se você é daquelas que babam diante dos acessórios de uma sex shop, saiba que, pelo menos entre os nossos entrevistados, eles não fazem tanto sucesso assim. Os únicos eleitos são os massageadores e as famosas algemas. Aliás, são estas últimas as maiores provocadoras de fantasias nos meninos. "Não há nada mais excitante do que ser amarrado à cama, com os olhos vendados e deixar que a mulher explore meu corpo, do jeito que ela quiser. O tesão vai às alturas!", confessa Júlio. Marcelo concorda e acrescenta uma dica pra lá de interessante. "Me amarro quando elas aproveitam a deixa para espalhar alguma bebida gelada pelo meu corpo, dá uma sensação indescritível".

Sexo oral


Ah, mas o campeão dos campeões, preferência absoluta entre os rapazes é o sexo oral. Não há quem não se renda ao que eles definem como o "momento mágico da relação". Ver a mulher caindo de boca em seu "melhor amigo" é motivo de delírio para eles. "A soma de uma língua poderosa com mãos que saibam exatamente o que fazer nessa hora, alternando entre a força e a delicadeza, é o paraíso", confidencia Júlio, com aquela cara safada que só mesmo os homens fazem quando se lembram das sensações provocadas por essa prática tão adorada.

Deu pra perceber que, por trás das preferências deles, não existe nenhum bicho-de-sete-cabeças. No entanto, existe um mandamento que deve ser conhecido por todas as mulheres que desejam fazer sucesso entre quatro paredes: nada de inércia! Ficar parada, bancando a submissa, esperando que o rapaz tome conta da cama e comande a relação, segundo o vendedor Gustavo, é broxante. "Mulher que fica parada, sem tomar a iniciativa, feito uma múmia paralítica, é a coisa mais quebra-clima do mundo. Ser boa de cama não é botar banca, querendo mostrar que sabe tudo, mas ser ousada e criativa, sempre", opina.

Viu? Basta descobrir quais são seus maiores talentos, mandar a timidez embora e caprichar na ação. Os rapazes agradecem!

Categoria:

Matérias Recomendadas

Facebook Comments