Como tratar a infecção na bexiga?

por Gislaine Rabelo
Como-tratar-a-infecção-na-bexiga-1

Quem sofre de infecção na bexiga sabe que a dor é quase insuportável. Mas algumas soluções com remédios caseiros podem ajudar a livrar-se deste incômodo. As Infecções ocorrem quando as bactérias, através do canal da uretra, invadem a bexiga. E multiplicam-se rapidamente.

Infecções urinárias são mais comuns entre mulheres sexualmente ativas, e em pessoas anêmicas, e, ainda, nos que têm diabetes. O tipo mais comum de infecção do trato urinário é conhecido como cistite.
De acordo com estudos médicos, um conjunto especifico de causas comuns que provocam a infecção, pode incluir a má higiene da área genital, o uso de preservativos, espermicidas ou contraceptivos orais, ou não. Os sintomas são febre moderada, sensação de queimação ao urinar, dor acima da zona púbica, e pus, ou sangue na urina.

As medidas preventivas: evitar alimentos com muito açúcar, beber muita água, e suplementos de vitamina C, além de fazer a limpeza adequada na região íntima.

Para quem já está a sofrer com a condição, deve-se tentar reforçar o organismo para que o próprio corpo consiga combater a infecção, o que significa aumentar de forma considerável o consumo de alimentos que contenham zinco, vitamina A, bioflavonoides e beta caroteno.

Quem está sofrendo com esta infecção não deve descartar uma visita ao médico. Se mal tratada, uma infecção do trato urinário pode se espalhar para os rins. Isso pode ocorrer mesmo quando os sintomas dão a entender que existe melhora. Todavia, é possível recorrer à medicina natural para buscar a cura.
O suco de arando tem sido utilizado por mais de um século como um remédio caseiro para prevenir e tratar a infecção do trato urinário. A presença componentes do arando no organismo impedem que as bactérias possam aderir às paredes do trato urinário. Ou seja, o suco de arando poderá “lavar” as bactérias da bexiga. Importante saber é que o suco de arando deve ser adoçado para ter maior eficácia, e os comprimidos de arando, encontrados em lojas de suplementos naturais, também apresentam resultados altamente positivos.

A uva ursina é outra excelente opção. É uma erva bastante popular no tratamento de infecção da bexiga. Seu principal componente ativo, a arbutina, parece ser discriminado e excretado pelos rins, onde parece ter propriedades antissépticas. Contém quantidades significativas de compostos chamados de taninos, que são benéficos para este caso. Atenção: pessoas com doença renal ou hepática, ou mulheres grávidas ou lactantes e crianças não devem tomar uva ursina. Os efeitos colaterais da uva ursina podem incluir que a urina fique marrom ou verde, náuseas, zumbidos nos ouvidos, ou indigestão. Há que fazer o uso de forma moderada. Busque orientação, se necessário.

Outra indicação para o tratamento é fazer uso do chá de cavalinha. Tomá-lo regularmente pode representar grande alívio.

Matérias Recomendadas

Facebook Comments