Remédios naturais contra miomas uterinos

por Gislaine Rabelo
Remédios-naturais-contra-miomas-uterinos-1

Podendo variar em tamanho, o mioma uterino pode ser um, ou vários, mas não são cancerosos. Trata-se de crescimentos anormais, formados a partir do músculo do útero.

A ocorrência mais comum é em mulheres que estão na idade fértil. A estimativa é de que atinja três em quatro mulheres durante sua vida.

Todavia, não estão associados ao risco de câncer, e podem diminuir de tamanho depois de passada a menopausa.

As causas podem ser de ordem genética, ou hormonais. E o risco é maior quando há histórico familiar da condição, obesidade e não ter dado a luz.

Apesar de algumas mulheres tê-los, e não apresentarem sintomas, esteja alerta se a menstruação for dolorosa, ou se houver sangramento entre os períodos. Se houver sensação de que o estômago está cheio, ou se ocorrer pressão, ou dor na região pélvica, e, ainda, necessidade frequente de urinar e dor durante as relações sexuais. Os sintomas também são associados a dor lombar, problemas reprodutivos, como abortos múltiplos, ou prematuros.

Algumas gestantes com miomas uterinos podem estar em um risco ligeiramente maior de problemas como o trabalho de parto, aborto, parto prematuro, e posição anormal do feto.

Os miomas uterinos também podem levar a complicações extras, como é o caso da anemia, devido as frequentes e volumosas perdas de sangue. Portanto, o tratamento é fundamental.

Com remédios caseiros, pode-se tratá-los com o uso do chá verde. O extrato de chá verde leva a uma diminuição significativa no volume e peso dos miomas uterinos.

Moa as sementes de cardo mariano em um moedor de café, e faça a ingestão de duas colheres de sopa por dia.

A urtiga também é recomendada para o tratamento. Faça um chá com três xícaras de água fervente, que devem ser colocadas sobre duas colheres de sopa de urtiga seca. Tampe e deixe em infusão por 15 minutos. Depois de coar, beba três vezes ao dia.

A raiz de gengibre é um potente estimulante circulatório e também é recomendado que se beba o chá, pelo menos uma vez por dia.

Já a manjerona tem potentes propriedades sedativas e é um excelente relaxante muscular que alivia as cólicas uterinas. Também pode ser consumida em forma de chá para alívio dos sintomas.

Pode-se recorrer a aromaterapia para aumentar a circulação no órgãos pélvicos, relaxar o músculo uterino e para o alívio das cólicas.

Matérias Recomendadas

Facebook Comments