Nova cura para o Vitiligo: pimenta preta

por Juh

Um grupo de investigadores do King´s College de Londres descobriu que um dos compostos da pimenta negra pode melhorar notavelmente a situação das pessoas que sofrem de Vitiligo, doença que afeta a pele, deixando manchas brancas em algumas áreas do corpo, afetando não só a estética mas também gerando tendencia ao desenvolvimento do câncer de pele.

A doença destrói no corpo o hormônio responsável de gerar a cor da pele, a melanina, que tem a importante tarefa de defender a corpo contra as agressões dos raios ultravioletas na nossa atmosfera, o qual prova que a importância da cura da doença não se refere à estética com exclusividade e sim à saúde pois aumentam as chances dos doentes sofrerem de câncer.

O composto achado na pimenta pelos investigadores do King´s College chama-se piperina, e é o composto que tem a função de dar-lhe o sabor picante à pimenta.

O estudo foi efetuado em camundongos tendo em conta que são animais utilizados para estudar paralelismos com os humanos, mesmo com a questionabilidade do caso.

Logrou-se comprovar com esta pesquisa que ao aplicar-se nos camundongos a piperina, a pele escurecia-se claramente em umas seis semanas, enquanto que ao agregar-se radiação conseguía-se um escurecimento mais forte no mesmo tempo.

O vitiligo afeta ao redor de 1% da população mundial, sendo uma doença bastante comum. Espera-se que na pimenta esteja a cura para esta doença.

Matérias Recomendadas

Facebook Comments