Benefícios e malefícios do leite

A maioria de nós vivemos acreditando que o leite é o melhor alimento para crianças e bebês e que é imprescindível para o crescimento saudável. Mas já há muito tempo que várias visões discordantes têm pontuado que nem sempre isso é verdade e que pode até ser o contrário.

Afinal quais os benefícios e malefícios do leite? Para entender um pouco mais desta polêmica, vou postar os argumentos de ambos os lados para você ponderar e avaliar sua posição.

O começo de tudo

Antes de mais nada, vale lembrar um pouco como o leite entrou na alimentação humana, há mais de 8 mil anos atrás. Durante centenas de anos, o leite de vaca ou cabra só era consumido por bebês cujas mães não puderam amamentar. Crianças e adultos não bebiam leite por um motivo simples: não lhes fazia bem, pois a maior parte das pessoas ainda não havia desenvolvido as enzimas necessárias para digerí-lo.

A assimilação do leite não-humano foi um processo lento e gradativo e até hoje muitas pessoas têm problema em digerí-lo corretamente.

Benefícios do leite: cálcio, proteína e nutrição

A qualidade mais famosa do leite é cálcio no corpo, essencial na formação e saúde dos ossos. O leite também é rico em carboidratos, vitamina B12 e potássio, além de ser uma fonte completa de proteínas.

Não a toa tem sido essencial na sobrevivência de bebês que não puderam receber leite humano e na prevenção de osteoporose.

Contras: medicamentos, industrialização e muco

Já os argumentos contra o leite, apontam que o único leite adequado para o os humanos é o leite materno e que somos o único animal que toma leite depois de crescido (além de ser o único a tomar leite de outras espécies).

Como nosso organismo não foi criado para digerir o leite, mesmo quem não tem intolerância apresenta consequências ao ingerí-lo: o leite é formador de muco, ou seja, não é uma boa idéia consumí-lo durante aquele resfriado!

Outra grande preocupação é a industrialização do leite de vaca. O processo de pasteurização, ao mesmo tempo em que elimina bactérias nocivas, mata também parte das propriedades nutritivas do leite. Além disso, as vacas tratadas com antibióticos e muitas vezes hormônios e outros medicamentos produzem um leite recheado destas substâncias, ou seja, bebemos todos estes medicamentos por tabela.

Algumas alternativas

Uma opção para quem não quer abrir mão do leite mas quer evitar os principais problemas é adotar uma série de medidas simples mas eficientes:

  • Optar por leite orgânico: mesmo sendo mais caro, vem livre de hormônios e medicamentos
  • Alternar com outros tipos de leite, como o de cabra, leite de soja ou amêndoas
  • Evitar leite quando estiver com gripe, tosse, bronquite ou sinusite, para evitar formação de muco
  • Tentar obter leite de criadores conhecidos ou direto da fonte: hoje em dia é cada vez mais comum que os pequenos produtores passem a vender diretamente aos consumidores

E você, qual a sua experiência com o consumo de leite? Gostaram de saber os benefícios do leite? E a parte ruim, conheciam? Divida com a gente!

Leia também:

Leite com chocolate além de gostoso tem benefícios
Máscaras de beleza usando propriedades do leite

Como combater a osteoporose

SIGA-NOS NO FACEBOOK

Recomendado Para Você