Propriedades curativas da erva de Santa Maria

por Gislaine Rabelo

As propriedades curativas da erva de Santa Maria, também conhecida como mastruz, ou mentruz, estende-se a uma série de condições, inclusive crônicas. Nativa do México, mas facilmente encontrada no território brasileiro, essa erva é mais conhecida para o uso medicinal no Brasil. Todavia, na sua nação de origem, é utilizada na culinária há séculos. Os aztecas, que a chamam de “yerba santa”, consideram-na um alimento medicinal, que pode ser combinado com quase tudo que incorpore o cardápio.

Santos Benefícios!

Tanto o caule quanto as folhas desta planta estão recheados de benefícios medicinais. É uma erva literalmente carregada de vitaminas do Complexo B, e das A e C. Contém cálcio, ferro, fósforo, zinco, potássio, cobre e muita fibra dietética.

Se encher meia xícara de chá com as partes desta erva, e bater em 1 copo de água, poderá tratar problemas com a indigestão. Beber essa mistura em jejum elimina vermes e parasitas do corpo. Também trata amenorreia, e acelera a cura da malária. Essa mesma receita pode ser usada para curar cólicas estomacais, ou a flatulência.

Fumantes de longa data, ou quem sofre com problemas respiratórios – como asma, bronquite, ou congestão nasal -, tem nesta erva um remédio caseiro de ação efetiva. Limpa mesmo, tanto o muco e o catarro.

Quem nunca ouviu falar da banda de música “Mastruz com Leite”? Se os integrantes escolheram este nome para passar a ideia de fortaleza, acertaram. Essa mistura é excelente para deixar o corpo imune. É uma receita muito boa para ser dada a crianças, e em jejum. Muitas avós, sabiamente, costumam ministrar esse remédio caseiro para seus netos. Mesmo que não haja indícios de doenças, é simplesmente para deixar o corpo capacitado para defender-se de infecções. Basta esmagar um punhado de folhas frescas, retirar o sumo, e misturar num copo de leite.

Para tratar doenças crônicas, pode ser usada nos casos de anemia e de osteoporose. Também é eficaz para prevenir a Doença de Alzheimer.

Propriedades-curativas-da-erva-de-Santa-Maria3.jpg

Tanto pelo cheiro, quanto pelo sabor extremamente fortes, fica difícil imaginar uma salada com folhas de Santa Maria. Porém, este é um ingrediente comum na culinária mexicana. Naquele país é colocada para cozinhar junto com o feijão, em sopas, nos pratos típicos mexicanos enchiladas e quesadillas, e sim, também nas saladas. Há quem polvilhe as folhas secas sobre a pizza. Para fugir um pouco ao sabor intenso, são usadas as folhas mais novas. Se quiser provar, pode ser uma nova descoberta para o seu paladar, com benefícios centenários para a saúde.

Matérias Recomendadas

Facebook Comments