fóruns

Amor

Consultoria on-line 4.055 tópicos | 75.385 repostas
Maria.B
28/04/2011 | 20h52m21s
O MEC ( MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA) VAI DISTRIBUIR EM TODAS AS ESCOLAS PÚBLICA DO PAÍS , PRA ALUNOS DE 7 A 11 ANOS, UM VÍDEO NO QUAL UM ALUNO CHAMADO RICARDO SOFRE BULLYNG NA ESCOLA E ESSE ALUNO VAI AO BANHEIRO E LÁ ENCONTRA COM OUTRO ALUNO FAZENDO XIXI, NO VÍDEO O ALUNO RICARDO OLHA PRA O ÓRGÃO DO COLEGA E DAÍ SE APAIXONA E DE RICARDO ELE PASSA A ASSUMIR A IDENTIDADE DE BIANCA!

EM OUTRO VÍDEO JÁ RETRATA O BEIJO DE DUAS ADOLESCENTES, SÓ QUE ESSE BEIJO É UM BEIJO DE LÍNGUA, PROFUNDO, EXCITANTE!!!

VOCE PERMITIRÁ QUE SEU FILHO DE 7,8,9,10 E 11 ANOS ASSISTA ESSES VÍDEOS???

Ñ APOIAREI ESSE TIPO DE VÍDEO E SE DEPENDER DE MIM, O MEU FILHO DE 11 ANOS Ñ ASSISTIRÁ!!!



dudu77
29/04/2011 | 09h21m05s
eu tenho uma filha de 10 anos se ela tiver aceso a esse video ai eu vou sentar com ela e exespricar o que e certo e o que e errado nos ja conversa sobre esse asunto,eu ja exspriquei pra ela.e ela entendeu



lokariana
29/04/2011 | 10h12m23s
olha ue nun tenho filhos,mas eu tenho irmãos..e não deixarei eles assistir isso..



fabhianevianna77
06/05/2011 | 15h15m57s
Bom ,eu não entendi mto bem o objetivo desse video, eu só tô achando estranho q/ isso venho do governo, mais se isso for verdade eu acredito q/ os pais q/ não aprovam , creio eu q/ quase tds não aprovam, tem q/ protesta.




Joana_Paula
28/04/2011 | 20h58m17s
Não indentifiquei bullyng na discrição do video que vc ta falando...
E se depender de mim, meu enteado não assite!



mariacidinha
28/04/2011 | 21h07m22s
Se eu tivesse filhos com essa idade claro que não permitiria,porque isso não é bulling , no máximo é preconceito outro problema mas que deve-se ser tratado de outra forma ,bulling é agressão por motivos banais. bjs bjs



flordelislaranja
29/04/2011 | 00h44m17s
Em se tratando de crianças de 7,8,9,10,11 é realmente sério.....mas para alunos do ensino médio e superior seria útil.....afinal são marmanjos mesmo...
Agora,segundo a doutrina do direito constitucional e penal,só se fala em apologia à alguma coisa se essa coisa for crime,do contrário é um erro gritante,o que pode se falar aí é em apologia à pedofilia,pois se fala em sexo exposto com menores....de maneira indutiva.....aí sim.....independente de ser homo ou hetero,pois a lei não faz diferença entre os dois....
bjossssssssss da fada do Bolsa..........



akzynha
29/04/2011 | 01h43m58s
Que absurdo!!!!
Nunca isso será aprovado.
ainda bem q meu filho n estuda na rede publica e sim numa instituição privada, e caso esse videos apareçam por lah eu jogo um processo na escola.



flordelislaranja
29/04/2011 | 07h41m57s
Isso mesmo rubiaaa......ensinar nossos filhos a lidar com a lei principalmente....
Bjossss da fadinha do Bolsa....




Maria.B
29/04/2011 | 07h44m47s
Eu acho que querem colocar o carro na frente dos bois! Vc tem livre arbítrio de escolher o tipo de vida, preferência sexual que quer levar. Mas querer enfiar na cabeça de nossos filhos algo que pra vc é normal, natural e que pra mim ñ seja, eu acho np mínimo invasivo.
Porque mostrar esse tipo de vídeo a crianças de 7 , 11 ou 14 anos? Acho um ato proposital, porque acho isso??? Porque todos sabem que são crianças onde ainda ñ tem segurança de se, de seus atos e perspectiva de vida.
E porque ñ mostram um vídeo onde enfatiza que um homem de bem tem que estudar, trabalhar e ser honesto/
Que homens de bem ñ roubam, ñ furtam, ñ matam, ñ trapasseiam, ñ usam drogas?
Que pessoas de bem respeitam pai e mãe.
Acho que estão invertendo os papéis.
Daqui a pouco os casais ( homem e uma mulher) vão ser apedrejados porque ñ é algo certo, porque os dois juntos vão ser considerados anormais e vão ser uma afronta a sociedade.
Respeitar as diferenças é primordial, só ñ podemos confundir as coisas.

Bom dia e bjs no



lelinha59
29/04/2011 | 07h48m55s
Nossa,com essa idade ??
Acho q crianças com 7,8,ou 9 anos,não estam preparadas pra assistir não.
Se meu pequeno estivesse nessa idade,eu tbm não deixaria não.



flordelislaranja
29/04/2011 | 07h59m43s
Não é nem questão de colocar o carro na frente dos bois...é questão de induzir uma criança ao sexo....mas pelo fato de ser gay ou
hétero,isso pela lei não faz a menor diferença...tanto é assim que,os beijos gays ou héteros não são condenados em público,somente se forem considerados lascivos e,mesmo assim,só é contravenção penal.... é preciso ter muito cuidado quando
vai se protestar contra uma coisa dessas....deve-se usar as palavras certas....deve-se alegar indução sexual a uma criança,jamais
deve-se dizer que está disseminando homossexualismo entre crianças,pois a lei não encara isso como crime....e creia: a constituição e a convenção dos direitos humanos não pensa se ser gay ou hétero prejudicará ou não uma pessoa,ela dirá
que o que importa é a pessoa ter dignidade social,não interessando se essa dignidade fere a religião ou a moral com que a
pessoa aprendeu....todas essas coisas terão que se submeter a jurisdição do país....pois o estado é laico,não tem compromisso
com crenças ou concepções morais....todas essas coisas terão que se adequar à realidade social e jurídica....
bjosssss da fadinha do bolsa....




paula virginio
29/04/2011 | 08h06m14s
Nossa, eu acho mt precoce tratar sobre isso com crianças tão pequenas.

Mas acho que isso não será aprovado não, seria o cumulo da incoerencia pois para alunos do ensino médio não é aceito distribuir camisinha nas escolas.

Nosso país é um poço de hipocrisia.



flordelislaranja
29/04/2011 | 08h12m18s
Ahhhhhhhhhhh paulinha......primeira resposta fantástica que vejo vc colocar aqui no site....



paula virginio
29/04/2011 | 09h22m44s
Poxa!!!

Meu cabelo tingido loiro avelã não me permite detectar se levo isso como elogio ou critica.

Bom, mas por conhecer vc como conheço sei q se expressou mal kkkkk

Obrigadinha me amore!! rsrs

Obrigada pela "resposta fantastica".



flordelislaranja
29/04/2011 | 09h50m08s
Você é loira só de avelã meu anjo....mas foi elogio sim.....comece a colocar mais a mente em voga e sinta-se a mulher mais fantástica do Bolsa.....comece a informar-se sobre tudo e verás o quanto existem coisas excêntricas nesse planeta....isso ti farás muito especial.....discute-se aqui o que se deve fazer quanto ao ensino de "gaysismos" para as crianças....e quando as crianças nos ensinam "gaysismos" desde bebês?














Maria.B
29/04/2011 | 08h17m52s
PÕE HIPÓCRITAS NISSO!! PERGUNTA AO CRIADOR DO KIT GAY SE O MESMO SONHA EM TER UM FILHO GAY?? ELE VAI DAR 1000 DESCULPAS, MAS DIZER QUE SONHA EM TER UM FILHO GAY Ñ VAI DIZER MESMO. PIMENTA NOS OLHOS DOS OUTROS É REFRESCO.



leonina.sonhadora
29/04/2011 | 08h43m51s
não concordo, tanta coisa pro governo se preocupar, além do mais esse tipo de assunto não deveria estar5 nas escolas nessa faixa etária,meu filho estuda em escola estadual e acreditem ainda falta professorês de algumas matérias desde o inicio do ano, é eles se preocupando com isso, ISSO É UMA VERGONHA!!!!



flordelislaranja
29/04/2011 | 08h53m59s
Geeenteeee......olha só.....o ensino,desde a revolução francesa está se tornando cada vez mais secular e desvinculado com as
concepções morais-religiosas...........está vinculado com a cidadania das pessoas.....a escolha sexual não interessa,pois para
se estabelecer ensino,no sentido secular da palavra,é preciso colocar em voga e deixar claro que é desvinculado com concepções de criação...
bjosssss da fada......



mutanth
29/04/2011 | 08h59m21s
O grande rpoblema disso tudo eh que as pessoas hoje esperam que a escola ensine coisas que deveriam ser aprendidas dentro de casa, nao dizendo que todo mundo eh mas vejo que muitas instituições de ensino se tornaram deposito de crianças, quando adolescentes se vão a escola 3 vezes por semana eh muito, certas coisas tem quer passadas passadas pelos pais, já me deparei com varias situações onde tive explicar, a alguns alunos muitas questões sobre homosexualismo, duvidas freqüentes de adolescentes (meninas) sobre virgindade essas coisas de meninas que no meu ver deveriam ser explicadas pelas mães neh nao,
e coisas que o pai deveria passar aos filhos, muitas e muitas vezes tive de mudar meus cronogramas de aula, e fazer aulas fechadas soh com adolescentes de 11 a 16 pra explicara essas coisas, ainda tinha pai e mãe que comprava briga comigo porq os filhos iam cobrar certas coisas que eles deveria ter explicado, vivemos num mundo onde garotas de 10 a 14 anos ficam grávidas com frequencia, onde meninos e meninas bem novinhos já identificam como homoxesuais, porq nim disse pra aquele garoto que bincar de casinha não eh errado, q se ele vestiu uma roupa da mae ele vai ser gay, se garotinha nao gosta de boneca ela eh sapatao, " minha filha eh sapatão porq nao brinca com barbie" gente isso normal entre as crianças"""

E quanto mostrarem esse videos eu sou contra......

E quando criança brinquei muito de casinha e de boneca, somos em 6 irmaos, e resto em soh muleh e nao virei gay.... eu acho rsssssss



flordelislaranja
29/04/2011 | 09h10m19s
Aiiii meu querido.....fantásticoooooooooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!!!!



paula virginio
29/04/2011 | 09h30m06s
Parabens pelo seu comentario, Mutant, não sou educadora mas vejo isso mesmo desde a epoca que eu estudava.

O problema do nosso pais é o falso moralismo, falar sobre sexo nao deveria ser um tabu, pois é uma realidade. Os jovens estao começando sua vida sexual mt cedo, mas um pouco de prevençao nao faz mal a ngm. Acredito que se os pais conversassem com os filhos sobre essas questões na idade que julgarem adequada, os jovens estariam mais preparados quando chegasse o momento e não veriam o sexo como unica diversao. O que vejo são pais mt distantes dos filhos. Como vc bem falou, escolas estao virando depositos de crianças.



Renataleoa
29/04/2011 | 09h30m15s
Pessoal, isso não vai ser aprovado. Com a autorização de quem? Sem contatar as associações de pais? As escolas? Isso é loucura, não quero que minhas irmãs assistam isso. O circuito está errado, estão começando por onde devia acabar, esses são os ultimos, ainda estão em "aprendizado". Pessoal, isso não vai acontecer, não pode, se acontecer vai ser um tiro no pé.



mutanth
29/04/2011 | 09h57m05s
Eu adorei esse topico, aprovando ou nao tai um bom assunto pra ser discutido, ate porq tem muita quente aqui q tem filho, irmaos e e varias crianças na familia rssss, e sempre bom quando algo da errado pros outros, nao tamos nem ai mas quando acontece com o meu ou seu, eh aquele desespero, temos que ter consciência disse independente se eh comigo ou nao estamos sujeitos a tudo nessa vida, grande bjo.. parabens Maria.B



mariacidinha
29/04/2011 | 10h15m16s
iNDEPENDENTE DE SER OU NÃO APROVADO,O QUE TEM QUE SER LEVADO EM CONSIDERAÇÃO, É QUE AGORA ESTÃO A PERGUNTAR SE TAMANHO ABSURDO DEVE OU NÃO SER COLOCADO, SE CALARMOS MAIS TARDE SIMPLESMENTE VÃO IMPOR E PRONTO! QUANDO TOMAR CONTA DO OCORRIDO(QUE É DIFÍCIL)VAI SER TARDE DEMAIS .ACORDA BRASILEIROS!!



flordelislaranja
29/04/2011 | 10h31m23s
Isso não é só pra efeitos de Brasil não Mariacidinha......o Brasil,como todos os países pertinentes a ONU terá que se adaptar às condições mundiais.....na esfera da União Européia fala-se cada vez mais em reconhecer os direitos da chamada bandeira de seis cores...o futuro não tem como ser detido..... e não é Brasil que irá impedir isso.........
Ditadura gay: Parlamento da UE vota para impor “casamento” homossexual
2010-11-30 00:23
Enquanto a cortina de fumaça das guerras dominam os noticiários, veja o que está acontecendo:

Quase que simultaneamente, o Parlamento Europeu anunciou sua intenção de "fortalecer a família" para lidar com a vertiginosa queda demográfica que está vindo para a Europa, e impor o "casamento gay" ou parcerias civis homossexuais em todos os países membros a União Europeia.

O Parlamento da UE votou ontem (23) a favor de um relatório que tem a intenção de forçar todos os 27 países a reconhecerem mutuamente e defenderem legalmente os "efeitos de documentos de estado civil" de outro país da UE, que imporá a exigência do reconhecimento do "casamento" homossexual, parcerias civis ou arranjos semelhantes.

A organização pró-família Vigilância da Dignidade Europeia (European Dignity Watch [EDW]) diz que o relatório, "além das exigências razoáveis" que faz, "poderia implicar" num reconhecimento em toda a UE de casamento de mesmo sexo "mediante meios sorrateiros e gravemente passando por cima do princípio da subsidiariedade"*.
De acordo com a Vigilância da Dignidade, a Seção 40 do relatório "poderia significar que os países membros serão forçados indiretamente a reconhecer uniões de mesmo sexo como iguais ao casamento mesmo que tal reconhecimento não exista no sistema legal do respectivo país".

A consequência, disse a organização, "seria incontrolável 'turismo de casamento' para países que reconhecem o 'casamento' de mesmo sexo" como Bélgica, Espanha, Portugal e Suécia, "ou até 'casamentos' polígamos... que já são reconhecidos na Holanda".

Uma das questões legais úteis que está provocando discórdia para os grupos homossexuais de pressão política dentro da UE é a questão da "harmonização que cruza fronteiras", um conceito de que os países membros precisam reconhecer as leis, inclusive leis com relação à condição conjugal dos cidadãos, em todos os 27 países. Isso, junto com a liberdade legal de todos os cidadãos da UE de viverem em qualquer país da UE que escolherem, é a base de argumentos feitos pelas influentes organizações homossexuais como a Associação Internacional de Gays e Lésbicas (cuja sigla em inglês é ILGA).

VDE diz: "Se o relatório for aprovado em sua forma de rascunho agora, violará gravemente o princípio da subsidiariedade*, um dos principais princípios da fundação da UE. Há um risco óbvio de minar a soberania dos países membros no direito de família e especificamente a definição de casamento em seu próprio país por meio da mudança da definição de casamento transformando-o de direito de família - que é uma competência exclusiva dos países membros - para direito processual".

A Seção 40 menciona o direito de os cidadãos à "livre circulação" nos países da UE e "fortemente apoia planos para possibilitar o reconhecimento mutuo dos efeitos dos documentos de condição civil". A seção pede "iniciativas adicionais para reduzir as barreiras para os cidadãos que exercem seus direitos de livre circulação, particularmente com relação ao acesso aos benefícios sociais aos quais eles têm direito de votar nas eleições municipais".

Os grupos homossexuais de pressão política têm em várias jurisdições ao redor do mundo adotado com êxito a tática de manipular os tribunais para estabelecer o "casamento gay" ou parcerias civis legais. Em vários casos, os ativistas homossexuais "se casaram" num país com o único propósito de forçar os tribunais, e mais tarde as assembleias legislativas, de outro país a reconhecer a "união" deles.

A ILGA recomenda esse método para seus membros, dizendo que o relatório pode ser "usado para propósitos de pressão política e legal" para "exercer pressão em seus governos para exigir que os casamentos domésticos sejam reconhecidos em toda a UE".

Ao mesmo tempo em que está tentando impor em toda a UE a dissolução do casamento natural e procriativo, a UE está começando a reconhecer a ameaça do iminente colapso demográfico devido a seus baixos índices de fertilidade.

Em 11 de novembro, o Parlamento da UE votou para apoiar um relatório elaborado pelo parlamentar alemão Thomas Mann sobre o "desafio e solidariedade demográficos entre as gerações".

O relatório frisa a importância da família natural e o papel dos pais para o bem-estar econômico da sociedade em tempos de mudança demográfica.

O relatório também pede uma "mudança de mentalidade" para com os idosos, que, diz ele, não devem ser considerados como um peso sobre a sociedade, mas em vez disso como um recurso de estabilidade. Pede o reconhecimento das igrejas e organizações sem fins lucrativos que contribuem para o "desenvolvimento social da sociedade".

O relatório citou várias razões para o "inverno demográfico" da Europa, inclusive o adiamento dos adultos para se casarem e formarem famílias à luz de um "mercado de trabalho cada vez mais inseguro".

O relatório prediz uma mudança demográfica em que haverá um aumento de 4 a 11 por cento de pessoas idosas e uma diminuição de 100 a 66 milhões em 2050 de pessoas jovens com menos de 15 anos de idade.

* Nota do tradutor:
O princípio de que um governo central tem função subsidiária, realizando apenas aquelas tarefas que não podem ser realizadas num nível mais local.

Fonte: http://www.midiasemmascara.org/artigos/internacional/europa/11638-parlamento-da-ue-vota-para-impor-casamento-gay.html

Então é só questão de tempo até tudo no Brasil se adequar ao mundial.......
Bjosssss da fadinha do Bolsa........





flordelislaranja
30/04/2011 | 08h36m28s
E detalhe: Essa história que começou na União Européia e pode acabar por aqui,não faz sentido combatê-la com protestos inúteis...deve-se tomar as medidas legais....se essas forem possíveis,claro.....
Bjossss da fada....



enilvete
29/04/2011 | 10h31m28s
Tenho um filho de 5 anos e já explico pra ele algumas coisas,mas esse tipo de coisas não permitirei de forma alguma ele é muito pequeno ainda.




madiba
29/04/2011 | 10h44m42s
Meu as pessoas dizem que o problema do BRASIL e cultura
seria otimo se fosse verdade,mais o problema real e a
falta de cultura, ninguem se entereça em, mostrar a essas crianças,
bons livros de acordo com sua idade e claro!
A proposta desses videos e mais um mostra que o mec
se preocupa muito mais com a burratizaçao do que com a educaçao.
na verdade o MEC deveria se chamar MERD????me desculpe a expreçao.



mutanth
29/04/2011 | 10h59m24s
Na verdade nossos governantes são como os traficantes, quanto mais burro melhor pra eles, um traficante nao emprega um muleke esperto pra nao perder o cargo, uma sociedade burra e conformada nao reclama, nao faz exigências não ta anem ai, a unica coisa q importa eh saber escrever um nome, fazer um traço com caneta e apertar uns numeros, numa tal urna eletronica.......



mutanth
29/04/2011 | 12h31m21s
A questao nao eh se as crianças vao ou nao virar homoxesuais, isso pouco importa, cad um tem uma vida e uma necessidade diferente, nao tenho nenhum preconsceito quanto a isso, to vendo q muita gente aqui ta preocupado com a parte errada da coisa, o negocio eq as crianças sao muito novas pra serem submetidas, quando minha filha crescer ela tera sua opiniao, ai vai da educação q eu der a ela, du contrario vai continuar sendo minha filha, agora nego acho lindo o filho ser um ladrao, distruindo familias e viciando os filhos dos outros, e abomina um filho que eh homosexual, "Meu muleke eh Ladrao pora" "O seu eh viadinho".........



crystal_26
29/04/2011 | 12h45m11s
estranho como a gente fala das criaças de hoje em dia como se ainda fosse como antigamente. conheço menininhas de 10 anos que dão mais que chuchú na cerca. então nao é mais criança, pois ja sabe destinguir o certo do errado!

mas como nao são todas que estao nesta situaçao, concordo com quem diz que até 11 anos eles sao muito jovens pra este tipo de video!
mas acho que de uns 15 pra cima, já dá pra conversar seriament sobre o assunto, inclusive com os proprios pais. acho importante citar que hoje, os pais estao cada vez mais ausentes da vida de seus filhos, e por isso que estas merdas acontecem.

nao adinta fechar os olhos pro que acontece. tem é que tentar resolver.



crystal_26
29/04/2011 | 13h22m54s
eu vou dar minha definição de pedofilia Sr. Dono Da Razão: um cara, chegar numa criança, seduzi-la com presentes, convencê-la a ir para sua casa, e no final estupra-la.

agora a definição de prostituição: um cara conseguir convencer uma menina, independente da idade, a transar com ele em troca de alguns trocados.

no caso que citei, nao ocorre nenhuma das duas coisas: ela nao foi forçada nem seduzida e nem ganha pra transar. faz porque já se sente uma mulher adulta.

quando ao seu claro preconceito, nem vou me dar o trabalho de discutir



mutanth
29/04/2011 | 13h32m14s
Eita ta certo rssss



josy.z
29/04/2011 | 13h42m25s
To chocada com tudo isso querem expor nossas a "lições homossexuais" !
To aqui imaginando a confusão mental das crianças que não nehuma maturidade pra distniguir o assunto hoje se nem nós adultos podemos opinar direito sem sermos tachados de preconceituosos ;

Minha filha me perguntou outro dia :
" Mamãe um homem beijou na boca de outro homem eu vi na televisão, eca mamãe isso pode????"
Não é uma tarefa facil explicar a uma criançaa de 5 anos um assunto tão polemico como a homossexualidade,no papel é muito facil mas na prática eu quero ver !!
Eu não sou preconceituosa nem homofóbica tenho amigos homossexuais, e acho sim que o tema tem que ser discutido mas tem que ser quando os pais quiserem na hora que acharem certo ou quando o tema surgir por interesse dos filhos;



faby 100% mengo
29/04/2011 | 13h43m03s
isso é uma absurdo ,nãoapoio e abomino esse video , não tenho filhos mas tenho primo e ate irmão de concideração nessa idade e se depender de mim não vão assintir , não sou preconceituosa , se uma pessao chego a uma certa idade e percebe q tem atração pelo mesmo sexo e outras coisas amais é uma coisas , agora incentivar criaças a experimentar e ate virar homosexuais é outra coisa completamente difernte, temos que fazer alguma coisas se esta assim agfora imagine mas tarde......



crystal_26
29/04/2011 | 13h45m43s
josy, o problema é: quando os pais vão ter a iniciativa de conversar com seus filhos???

o que eu aprendi sobre sexo, foi na rua, foi com amigas, foi pela minha propria iniciativa de buscar conhecimento sobre o assunto, pois se dependessem dos meus pais, eu não saberia o que é até hoje.
E aínda assim hoje, vejo que muita coisa nao mudou. as criançãs estam desenvolvendo mais cedo, entao os pais tem que acompanhar esta evoluçao.

uma colega minha contou que sentou com sua filha de 12 anos para conversar sobr sexo, lhe mostrou uma camisinha, lhe ensinou como usar, e lhe levou ao ginecologista para saber que remedios ele poderia tomas pro caso e querer transar.
pense no susto das pessoas que ouviram isso. muitos disseram que ela estava incentivando a filha a transar.
mas não, ela so estava fazendo um papel que era dela, e nao da escola e dos coleguinhas.



BCosta
29/04/2011 | 13h51m47s
Mas e objetivo da distribuição desses vídeos?? Sim porque tem que haver um objetivo não é??

Se eu tivesse filhinhos não deixaria ver de jeito nenhum!!!



crystal_26
29/04/2011 | 14h00m45s
o objetivo:
fazer com que entendam que as pessoas tem poder de escolha, e que só cabe a nós, achando certo ou errado, respeitar.
só isso. pelo menos vejo assim



pAssenger13
29/04/2011 | 14h55m26s
Ao longo da história a homossexualidade tem sido encarada como desvio de comportamento. Era visto como pecado, depois como crime e, por último, como doença. Com o fortalecimento da luta pelos direitos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transgêneros (LGBTT), a homossexualidade passou a ser vista como uma condição humana, que deve ser respeitada.

Para a escola fazer qualquer intervenção que seja, é preciso muito cuidado. Certamente um vídeo com essas histórias pode causar revolta e fortalecer a intolerância dentro e fora das escolas.

Acho que o assunto da homossexualidade deve estar e na maioria dos casos entrar para a PAUTA familiar, é extremamente necessário que os pais dialoguem, apresentem fatos, comentem sobre a situação na sociedade.

Cabe aos pais educarem os filhos de maneira completa, eles devem mostrar tudo que ocorre dentro e fora da esfera familiar e assim prepara-los para o mundo.

Sinto falta desse diálogo, dessa cultura de educar um filho sem restrições temáticas.
Por fim, a família precisa falar sobre esses assuntos. Mas infelizmente, muita gente ainda trata disso com discriminação, julgando como errado, feio, sujo... ruim. O que de ridículo acontece também deve ser discutido, afinal, muita coisa realmente foge da sensatez humana.

A escola tem que ter o cuidado de respeitar as diferenças e jamais puxar para um ou outro lado, deve combater a violência, o crime, as doenças... E defender uma educação humanitária, não discriminatória, não sexista, não homofóbica.

E claro, os pais precisam participar da vida escolar, saberem o que está sendo ensinado para seus filhos.



flordelislaranja
01/05/2011 | 13h27m18s
Sim....com certeza tem plena razão...embora não podemos induzir as crianças ao sexo precocemente, os ideais e convicções para ela tem que ser passados logo cedo,embora o ideal para crianças e adolescentes é aulas de biologia "mesmo"....longe das bilogias tupiniquins dos colegas de rua e os ensinos de sexo "matutos" de certos pais....
Parabéns pelo comentário..........



Lu@_86
29/04/2011 | 15h35m08s
isso é um absurdo.



flordelislaranja
30/04/2011 | 07h25m20s
O conteúdo desse vídeo realmente contém fatos que são desnecessários para uma aprendizagem biológica....isso é o que os adolescentes deveriam aprender...daí aprender sobre homo ou heterossexualidade é o próximo passo....
Bjossss da fadinha do Bolsa.....



jonathajacques
01/05/2011 | 14h03m33s
A escola dos nosso filhos começam em casa e apartir daí que temos que ver o que é melhor para eles e também mostrar a reladidade da vida tudo com calma.
Não adianta você ficar escondendo seu filho de tal informação pois na sociedade que vivemos hoje em dia que está bem avançada nesses assuntos, é tão fácil as crianças terem acessos a esses conteúdos.
Seja na internet na rua e dentro da própria escola, cada dia isto esta se tornando normal a esposição em área pública e isso pessoas acham que é moda.
O que devemos fazer é passar uma ótima criação para os nossos filhos e o mais importante de tudo que é a base um bom diálogo bem aberto, pois a maiorias dos pais hoje em dia não tem muito tempo para filhos e isso deixa a desejar que eles próprios através de amigos ou pessoas que não são boa influências para eles mesmo.
O certo apartir dos 8 anos sentar e mostrar como é a vida mesmo e não adianta se so filhos não verem na escola irão ver na internet ou em qualquer lugar.
O mundo de hoje é bem mais complicado do que o mundo de ontem.
E o pivo de tudo isso é sim o GOVERNO.



kikkafloor
01/05/2011 | 15h25m38s
ESSE BRASIL É UMA VERDADEIRA


MERDA QUE OS PORTUGUESES DEIXARAM, O PAIS ATRAVESSADO....
DOMINADOS POR BURROS E IDIOTAS, QUE SO PENSAM EM DINHEIRO, ENCHER SEUS
BOLSOS.......



Maria.B
03/05/2011 | 14h44m02s
Se aprovarem essa leizinha, e se a escola do meu filho resolver passar os tais vídeos, ele faltará no dia da apresentação. Mas eu adoraria que aprovassem uma lei onde toda criança e todo brasileiro tivesse o livre acesso a boa saúde, boa educação e uma boa alimentação. Será que algum dia vamos assistir a um filme desses?



Mrs.T
06/05/2011 | 14h17m59s
Acho que o governo realmente distribui mal suas verbas e falta muito aos estudantes..Mas acho que dessa vez ele acertou..Pelo simples fato de que a homofobia começa por ai...Nessa idade e nas escolas...Como os pais não ensinam a seus filhos que homossexualidade é normal,não é doença e que eles devem respeito aos gays,o estado tem que encarregar...Sabemos que crianças são maldosas e influenciadas por adultos acabam se tornando homofobicas,então é melhor ensina-las desde cedo a não praticar,não sentir o preconceito...Assim como as ensinamos a respeitar negros,deficientes mentais e fisicos,obesos,enfim,toda e qualquer diferença....Não acho que isso vai influencia-los a serem gays,se eles forem,serão...Não ha como coloca-los numa bolha.Assim como crianças jogam videogame,alguns tem exemplos de vicios como bebida por ex em casa,não se deixam influenciar...Muita gente tambem acha que falar de drogas ou sexo com pessoas de determinadas idades vai influenciar....Mas se eles não se informarem,a imaginação e a curiosidade tomam forma...



Mrs.T
06/05/2011 | 14h26m57s
Eu tenho uma bronca tão grande desse Jair Bolsonaro..Não sei como elegemos uma coisa dessa...Ele não merece nem ser chamado de homem..Ha muitos gays por ai,que são homens com M maiusculo,mais que ele...Partindo do principio de que macho é uma coisa,sexual,dono do pedaço que não pensa e ainda anda de quatro...E homem é um conjunto de caracteristicas,como carater,ombridade,ética,respeito...Não se nasce homem,torna-se um..Ja que ele é tão machao,assim.. eu adoraria perguntar se como macho que é,ele tambem anda de quatro..rs



psicologo-amigo
06/05/2011 | 16h56m09s
Não dá para dar uma opinião bem baseada só pelo que você falou, mas se o problema é só ver duas adolescentes dando um beijo caprichado, eu deixaria sem problema nenhum.

Pq deixamos nossas crianças assistirem malhação e novela e não vamos deixar assistir um vídeo só pq tem lésbicas?

Eu quando vou para a parada gay, levo minha sobrinha de 11 anos, ela se diverte e acaba percebendo que lá não tem bichos de 7 cabeças.




nova resposta

Você
:D


Avise-me quando houver novos comentários nessa matéria