fóruns

0 a 1 ANO

De 0 a 1 ano 249 tópicos | 2.227 repostas
FCONSORTE
23/05/2008 | 16h25m23s
MINHAS COSTAS ESTA MOIDA... ALGUEM TEM UMA DICA, PARA DESACUSTUMAR O BB DO COLINHO DA MM?



Mari-23
23/05/2008 | 17h19m04s
tente deixar ele mais no berço, mais não deixe ele sozinho, pq o que quer quando está no colo é atenção. Brinque com ele faça caretas, coloque musica ou ligue a tv, chame a atenção dele para que ele entenda que pode ter atenção fora do colo também. No começo ele vai chorar um pouco mas vai se acostumar depois.



anne2285
01/06/2008 | 22h14m28s
Fconsorte, minha filha também só queria colo, tentei desacostumar mas não consegui, com o tempo entendi que precisava respeitar as necessidades de minha filha, mesmo ela sendo bebê, hoje ela é uma criança alegre e muito comportada. Cuidar, educar um filho não é fácil, mas se colocarmos nosso amor em primeiro lugar tudo fica mais leve.
bjs e boa sorte.



O ato de cuidar
Cuidar do bebê é mais do que atender suas necessidades, é criar seu eu Por Espaço Apprendere • 06/05/2007


É importante pensar a criação dos filhos não objetivando apenas o desenvolvimento de crianças saudáveis, mas também de adultos saudáveis. Portanto, é preciso olhar para a criança de forma a perceber que o que se constrói a partir desta relação inicial será preponderante para o desenvolvimento futuro. O que proponho é que se passe de um olhar fragmentado, de onde as ações muitas vezes estão submetidas àquela fase a qual a criança está remetida, a olhá-la de forma integrada, pensando o que daquela ação pode trazer como conseqüência, benefícios ou prejuízos. Neste artigo, convido você a refletir sobre a importância da relação mãe e bebê nos primeiros meses de vida.

O bebê de 0 a 6 meses de idade apresenta uma dependência absoluta, pois ainda não tem noção de suas necessidades e precisa de outras pessoas que possam interpretá-las e atende-las. É só a partir da experiência com essa mãe que o bebê pode reconhecer e viver as suas primeiras experiências com o próprio corpo. A mãe precisa dar a contenção e a regulação necessária para que o bebê possa se constituir. O acolhimento inicial, a capacidade da mãe de traduzir o que, a princípio, aparece como intraduzível é fundamental para o desenvolvimento da criança nesta fase primitiva.


É através desses cuidados diários que a mãe estará contribuindo para o desenvolvimento do EU do seu filho

O bebê, no início da vida, só pode se ver no olhar da mãe ou de quem cuida dele. É o amor e a forma como dirigem seu olhar para o bebê que permitirá que ele se constitua como um sujeito independente dela. Nesta fase, a mãe ou seu substituto precisa dar conta de três funções essenciais para o desenvolvimento do bebê.

A primeira delas é a de dar sustentação e amparo a ele, o que se torna possível oferecendo-o um colo acolhedor e seguro. É importante ainda que seja oferecido um ambiente que se mantenha dentro de um padrão, sem que haja muitas mudanças em sua rotina, para que assim o bebê mantenha baixo o seu nível de ansiedade. Se tudo que envolve os seus órgãos sensoriais estiver sendo manejado com sensibilidade, essa função de sustentação e amparo estará sendo exercida com suficiência. Essa função, portanto, tem como objetivo fazer com que o bebê internalize uma sensação de confiança e se sustente emocionalmente neste ambiente que o cerca.

A segunda função estaria relacionada à importância na manipulação do bebê. A troca de fraldas, o banho, como é colocado para dormir no colo e como é alimentado, por exemplo, traz uma carga de afeto que contribuem para o seu bem-estar. Pode ainda fazer suas primeiras experiências com o corpo ao mesmo tempo em que o desenvolve. É através desses cuidados diários que a mãe estará contribuindo para o desenvolvimento do EU do seu filho. É importante ressaltar que não basta que os cuidados tenham apenas um caráter objetivo, quer dizer, deixá-lo limpo, sem fome e quieto. Não! A forma como esses encontros entre mãe e bebê são produzidos é que imprimem nele as marcas necessárias ao seu desenvolvimento. O afeto que permeia esse encontro será primordial nesse processo.

O que de fato dará ao bebê condição de, aos poucos, ir tomando consciência do seu corpo são essas impressões de afeto que a mãe deixa nele. A terceira função da mãe está relacionada à apresentação dos objetos. Por exemplo: quando a mãe oferece o seio, no momento em que o bebê o imagina, dará a ele certa onipotência, uma sensação de que pode controlar o ambiente. Esta experiência o tira da possibilidade de viver um sentimento de angústia insuportável.

Podemos perceber que essas três funções acontecem simultaneamente, assim, por exemplo, quando uma criança está sendo amamentada, está sendo ao mesmo tempo acalentada e segura. Como já foi dito essas três funções são importantes no processo de maturação do bebê, mas cabe aqui uma pergunta: o que pode acontecer caso a mãe não exerça essas funções adequadamente?

Não se pode dar certezas quanto aos acontecimentos porque o desenvolvimento do sujeito é complexo, mas cabe aqui levantarmos uma hipótese: uma mãe que não foi \"suficientemente boa\" poderá promover como conseqüência o surgimento de um bebê cheio de angústias, o que pode levá-lo a desenvolver um quadro patológico.

Quero ressaltar aqui a possibilidade do bebê desenvolver uma personalidade construída num falso self (falso eu). E como isto se daria? O bebê, ao se desiludir por não ter as suas necessidades satisfeitas pela mãe ou substituta, acaba por se adaptar aos cuidados que ela pode lhe oferecer (ainda que insuficiente) e passa a desenvolver uma personalidade pronta a adaptar-se ao que o meio oferece desconsiderando as suas tendências, gerando sentimentos de irrealidade e vazio.

Penso ser fundamental que todos os que estão envolvidos na educação, formação e ensino de bebês e crianças tenham conhecimento de que as suas ações são determinantes no seu desenvolvimento físico e psíquico de todas elas.

Monica Donetto Guedes é psicanalista, psicopedagoga e pedagoga do Apprendere Espaço Psicopedagógico

fonte : bolsa de bebe



THI86
21/06/2008 | 17h49m21s
o meu bb tb tá assim..., mas dizem que a melhor forma é desacostumar ele do B]seu[/B] colo. tente deixá-lo mais com outra pessoa... um abraço!!!




gatinha11_aquariana
23/05/2008 | 19h09m01s
A coisa nao é facil nao, depois q acostuma tem q aguentar. E dificil, mas vai tentando aos poucos, coloca-lo no carrinho perto de vc, no chao.......Quem sabe ele acostuma.



anne2285
23/05/2008 | 22h28m03s
Fconsorte qual a idade de seu filho ? porque se ele tiver menos de 6 meses é normal querer ficar perto da mãe, cada bb tem uma necessidade diferente alguns querem mais colo , outros ficam tranquilos no carrinho ....



FCONSORTE
23/05/2008 | 22h48m03s
Meu bb tem quase 3 meses. Mas já esta bem pesadinho e não posso fazer nada o dia todo.




vivika73
23/05/2008 | 23h01m36s
o meu bb tb só queria colo, minhas costas estavam moida tb,mas com o tempo foi se acostumando a ficar no carrinho, tudo tem seu tempo isso passa



von teese
23/05/2008 | 23h16m46s
Ai qridah é dificil msm,eu tbm tenho uma bb,mas a minha tem dez meses e é terrivel ta naquela faze q estende os bracinhos p/ q ew a pegue e se passar por ela ou dizer q não da p/ pega-la agora noss e la da cada berro,mas vou t dizer a minha esta assim pq como sou mamãe de primeira viagem ficava dando colo toda hora com medo de não dar atenção merecida a ela,ou de alguem falar q eu não sei cuidar dela direito.
Mas vc não pode deixar de fazer as coisas,principalmente p/ vc mesma se vc deu mama,banho e se ele ta limpinho deixe ele chorar um pouquinho,se não vai ficar birrento igual a minha bb ta!
Boa sorte e bjs!!!!!!!!!




grasiele.rosa86
30/05/2008 | 14h53m38s
Minha filha tmb, ela tem 4 meses e como eu voltei a trabalhar ela fica com uma baba e já está bem melhor, quer colo igual mas bem menos



fabigilmara
10/06/2008 | 21h30m20s
Nossa que bom ler estas mensagens , meu bb tem 4 meses e tb só quer colo, eu pensei que eu tinha mimado muito ele porque é 1º filho, mas agora vejo que todos são assim. Eu tb estou com as costas moídas, mas aproveito os intervalos que ele está dormindo pra fazer uns alongamentos ou uma relaxada. E tambem de noite quando meu marido chega é ele quem fica com o bb enquanto faço os serviços de casa. Aos poucos estou deixando ele no carrinho enquanto lavo uma louça ou roupa e fico conversando com ele e fazendo gracinhas pra ele se distrair.



monalisa71
15/06/2008 | 18h10m53s
Eu também tenho um bebê de 4 meses. Ele só quer colo o dia todo e não consigo fazer muita coisa. Penso que vou começar a mudar de estratégia. Vou deixar o baixinho chorar um pouco. Espero que isto ajude. Depois conto pra vocês tá?



pristigio
19/06/2008 | 23h55m54s
meu filho tem sete meses e pesa muito..nao aguento com ele no colo, mas ele apesar de querer muito colo aceita bem ser colocado no carrinho, ou nesta idade ate mesmo no chao para gatinhar ou no andador, porem precisam de distrações e logo se cansam, entao temos que estar sempre inventando algo de novo que chame a aatenção
ele tambem é meu primeiro filho mas aos poucos to pegando as manhas.



liny84
23/06/2008 | 21h25m03s
Olá a todas o meu bb esta com 9 meses e tbm está bem dificil dele largar o meu colo e ele é muito apegado a mim , nem com meu esposo ele não fica , mais aos poucos ele vai saindo e ficando mais no chao ..... td é fase ... é so ter pasciencia !!!!!!!!!!!!



djenane_costa@hotmail.com
24/06/2008 | 09h33m38s
Gente, eu não sabia que eu era tão felizarda !!!!! Tenho 2 filhos (um menino de 2 anos e uma de 2 meses)e ambos NUNCA GOSTARAM DE COLO !!!!
Li o livro "Nana Nenê", que foi maravilhoso para tirar meus sentimentos de culpa qdo meu instinto me levaria a dar colo a eles sempre que me pedissem. Por isto, desde que nasceram eu sempre os acostumei a ficar no berço ou na cadeirinha. Desta forma eles se sentem bem e não choram ou reclamam para que os pegue.
Para minha família o colo é a solução desde que a criança nasce para não sentir medo; mas como diz neste livro, a criança não sente medo qdo chora, é o instinto dela. Agora se a cada vez que ela reclama vc dá o colo, ela vai logo associar "choro = colo", assim fica fácil pra ela,rs. Cabe a nós mostrar que ela está segura e conversar carinhosamente para que sinta a nossa presença.
Faço tudo que preciso dentro de casa, nã deixando de dar carinho todo tempo, porém, sem precisar estar acalentando e dando colo o tempo todo.
Meu filho hj com 2 anos é um menino super simpático e alegre, chama a atenção de todos aqui no prédio e na escolinha dele, pela forma de agir alegre e espontânea com todos. A minha mocinha já dá sorrisos deliciosos e é super calma. Para ter uma idéia, ela já dorme 10 horas por noite, sem mamar.
Bom, diante destas reclamações eu recomendo este livro para vcs, que foi de fundamental importância para mim e para meus filhos...Abs,



cintiaandradesantosc
20/11/2008 | 13h50m23s
meu pedro so quer ficar no colo, não sei se é devido ter sofrido colicas durante 01 mes e meio todos os dias, sendo dia e
noite, e teve tambem refluxo nao conseguia mamar, chorava muito, nao tive outra opção, a nao ser ficar com ele no colo, agora com 02 meses e meio,nao fica sozinho no carrinho e nem no berco, ja deixei chorando um pouco e nada, nao sei o que fazer





nova resposta

Você
:D


Avise-me quando houver novos comentários nessa matéria