Viva sapato!

Eles exercem fascínio sobre nós e acabam com a nossa conta bancária. Mais do que simples acessórios, os sapatos são cheios de segredos e histórias.

por Redação

Por que nós, mulheres, temos essa grande paixão por sapatos? Todo mundo falava da Imelda Marcos, mulher do ditador das Filipinas, que tinha mais de mil pares de sapatos, mas na verdade somos muitas a alimentar essa paixão. Não sei o que acontece, mas parece que as vitrines de sapataria têm um verdadeiro imã. E o pior é que sempre achamos uma boa razão para comprar mais um. Depois ficamos com aquela desculpa de que precisamos de um sapato fechado de salto, outro sem salto, um aberto, uma sandália, e assim vamos montando a nossa linda coleção. Além de vermos a nossa conta bancária diminuindo para agradar os nossos pequenos pés, começam outros probleminhas, como por exemplo, guardar esses apetrechos todos e limpá-los.

Essa semana vou dar umas pequenas dicas a esse respeito, mas antes vamos dar uma voltinha pelo início do caminho dos sapatos, que não foi sempre dos mais agradáveis…

Os primeiros “sapatos” eram feitos com pedaços de casca de árvores e pedaços de pele amarrados para proteger a sola dos pés. Os egípcios fabricavam sandálias com folhas de palmeiras e de papirus. Os gregos e romanos utilizavam umas sandálias parecidas, mas feitas com tecido, madeira ou couro, amarradas com longas tiras de couro, os primeiros cadarços.

Como sempre na história da humanidade, damos um jeito para fazer diferenciações sociais entre as pessoas, e o sapato era, e é até hoje, um bom meio para saber de que classe social a pessoa pertence. Para os romanos, o estilo do sapato era muito importante para se posicionar socialmente. Durante a idade média os sapatos eram bicudos, mas bicudos mesmo. As extravagâncias eram tantas que certos modelos precisavam ter a ponta amarrada com umas correntinhas no joelho. A moda foi ficando tão estranha que precisou ser regulamentada por lei. Foi publicado um decreto dando o direito aos plebeus de usarem sapatos com pontas de até 15 cm de comprimento, e para os nobres pontas de até 60 cm!

A evolução seguinte (século XVI) privilegiou a praticidade e a moda voltou-se para os tamancos de madeira que ajudavam a caminhar pelas ruas e caminhos cheios de lama. No século seguinte, apareceram os sapatos decorados com flores, rendas, bordados, salto mais fino para as mulheres (veja algumas imagens – http://www.ville-romans.com/4-visite/visite.htm). Os homens utilizavam botas que subiam até as coxas, mas sempre de salto. No final do século, a moda era de sapatos baixos, de salto vermelho, bicos quadrados e enormes laçarotes e borboletas que aos poucos foram substituídos por grandes fivelas.

Os sapatos começaram como uma simples proteção e foram, aos poucos, se tornando objetos que “embrulham” uma parte do nosso corpo considerada muito sensual, os pés. Por isso podemos dar certos mimos aos nossos queridos sapatinhos e lindos pés.

Conselhos para achar o seu sapato perfeito:

Um bom sapato deve ter uma manutenção regular. Verifique se a parte interna está boa. Troque as solas e saltos gastos, isso evita desequilíbrio e deformações do sapato. Escolha um tipo de sapato adequado para cada atividade.

Características de um bom sapato (para uso diário):

material macio
sapato flexível e estável
sola flexível, grossa e antiderrapante
bico redondo
altura interna que permita mexer os dedos
revestimento interno liso, sem costuras
salto largo, bem ajustado, com altura inferior a 4 cm.

Conselhos na hora da compra:

Tente comprar sapato no final do dia, quando nossos pés estão inchados e cansados.
Não esqueça de que seus pés não têm só comprimento, mas também largura.
Experimente os dois sapatos.
Deixe a vergonha de lado e caminhe bastante pela loja com o seu objeto de desejo para garantir que você está realmente confortável.
Não se deixe pressionar pela vendedora ou pela tendência da moda, afinal quem sofre depois é você.
Verifique se o comprimento está bom, você deve ter espaço para mexer os dedinhos.
O salto deve ser flexível e bem seguro.
O sapato deve dobrar onde o pé dobra quando tiramos o calcanhar do chão
Não compre um sapato em que seu pé escorregue dentro.

Manutenção dos sapatos:

Sapatos em geral: para tirar o cheiro de chulé ou de sapato mesmo, vaporize um pouco de água com vinagre, em proporções iguais.

Sapato de couro claro: tirar mancha com um pano umedecido com gasolina. Nada como uma clara de ovo batida em neve para limpar o couro claro. Se esfregar com um pano de lã, o resultado é espetacular.

Sapato de couro escuro: esfregar com a parte interna de uma casca de banana.

Sapato molhado: para secar os sapatos sem deformá-los, encha com folhas de jornal amassado, se necessário troque o papel.

Sapato envernizado: limpá-los com leite frio e suco de limão.

Tênis branco: se você já tiver tentado de tudo para tirar as manchas, dê uma maquiada com corretor branco (sim, aquele que utilizamos no escritório).

Couro endurecido: passar um pouco de petróleo e deixar longe de uma fonte de calor.

Manutenção do couro colorido: salpique um pouco de talco sobre uma flanela, esfregue bem, passe cera de abelha, deixe secar e depois esfregue para dar brilho.

Manutenção do couro em geral: para poltronas ou outros objetos em couro, faça uma mistura de óleo de linho e vinagre de álcool.

Sapato barulhento: se você tiver aquele sapato que vai anunciando a sua chegada, coloque as solas em uma bacia com um pouco de óleo de linho, deixe por umas 12 horas, escorra e seque.

Couro mofado: primeiro escove bem e esfregue as manchas com vaselina ou glicerina. Passe a flanela.

Couro que desbota: se aquele sapato mancha todas as suas meias, esfregue com álcool.

Manchas de gordura: a melhor solução é fazer um mistura de álcool com giz. Aplique sobre a mancha, deixe secar, retire a pasta e esfregue com uma flanela.

Tirar manchas da camurça: esfregue um pouco de miolo de pão fresco. Se a mancha for de gordura, esfregue com um algodão molhado com éter.

Boa sorte!

Comentários

  1. disse:

    óla!
    gostaria de saber o que tira mancha de tinta óleo que cai no tênis

  2. disse:

    óla!
    gostaria de saber o que tira mancha de tinta óleo que cai no tênis

  3. disse:

    óla!
    gostaria de saber o que tira mancha de tinta óleo que cai no tênis

  4. disse:

    óla!
    gostaria de saber o que tira mancha de tinta óleo que cai no tênis

  5. disse:

    óla!
    gostaria de saber o que tira mancha de tinta óleo que cai no tênis

  6. disse:

    óla!
    gostaria de saber o que tira mancha de tinta óleo que cai no tênis

  7. disse:

    Comprei um sapato novinho em couro claro (cor creme) e uma pessoa derramou azeite nele, no restaurante.
    Li a reportagem onde fala para passar gasolina para tirar mancha de gordura de sapato de couro claro… achei meio absurdo isso… gostaria de saber se realmente funciona… se alguém experimentou!

  8. disse:

    maravilhoso,eu adoro sapato e já tenho quaser40 pares de vários tipos,vou terminar de copiar hoje pois ainda to sem impressora,parabens pelo artigo,precisamos de locais onde comprar sapatos bons,bonitos e baratos

  9. disse:

    Nossa , adorei as dicas, são ótimas. Eu adoro comprar sapatos….. Obrigada , vou copiar e guardar… Beijos (CL)

  10. disse:

    óla!
    gostaria de saber o que tira mancha de tinta óleo que cai no tênis

  11. disse:

    óla!
    gostaria de saber o que tira mancha de tinta óleo que cai no tênis

  12. disse:

    óla!
    gostaria de saber o que tira mancha de tinta óleo que cai no tênis

  13. disse:

    óla!
    gostaria de saber o que tira mancha de tinta óleo que cai no tênis

  14. disse:

    óla!
    gostaria de saber o que tira mancha de tinta óleo que cai no tênis

  15. disse:

    óla!
    gostaria de saber o que tira mancha de tinta óleo que cai no tênis

×
Faça do Bolsa de Mulher
sua página incial
E também acompanhe: Newsletter