Pratos ornamentais

Nas olimpíadas, escale uma seleção de canapés digna de medalha de ouro
por admin

Em tempos de Olimpíadas, superação, atletas do mundo inteiro, corpos belíssimos, emoção, fuso, todo mundo confuso, TV até altas horas, a gente acaba descuidando da alimentação. Na verdade, não é que a gente descuide. O descuido - e os jogos, e os recordes, e as competições - é só uma desculpa para passar horas e horas na frente da telinha, beliscando pacotes e pacotes de porcaritos e baldes e baldes de pipoca. Na manteiga, né? Daquelas que deixam a casa e o microondas cheirando por três dias (e que você comprou, meio que por impulso, como se o espírito da seleção russa de boxe, categoria super-pesados, tivesse se apoderado do seu corpo na última ida ao supermercado).

Eu não vou negar que é bom, nem vou negar que faz um mal danado. Mas também não vou bancar a ativista do Movimento Verde e sugerir que você colha cenouras e nabos de sua horta orgânica minutos antes dos jogos e que se dedique a roê-los noite adentro temperados apenas com sal marinho.

Faremos canapés. Sim, querida, leitora. Aquele negócio vulgarmente conhecido como sanduíche, mas se eu fosse você, não mandava a colunista pentear macaco, com raiva por ter lido até agora, só para "aprender" receita de sanduíche

Vovó (sempre ela) já dizia que o segredo da felicidade está na moderação. Então, que tal preparar pratos ornamentais ridiculamente fáceis de fazer, coloridos, nutritivos, apetitosos e que não vão ficar acumulados na sua cintura, nem nas suas coxas até as próximas Olimpíadas?

Vai abraçar essa causa? Então, vamos lá.

A idéia não é diferente de algo que você já fez intuitivamente milhares de vezes. Só que dessa vez, vamos fazer de maneira organizada e colaborativa

Como de hábito, nada nessa coluna é imposto. Eu odeio imposições (a não ser quando preciso convencer você a usar manteiga em vez de margarina). Assim, sinta-se à vontade para substituir TODOS os ingredientes por outros, recordistas na sua preferência. Para começar no alto do pódio, sugiro aproveitar aquele jogo sensacional do Brasil. De preferência, aquele que cai na sexta ou no sábado, desde que você não tenha que acordar cedo no dia seguinte e possa reunir os amigos para vibrar, torcer e... comer madrugada adentro.

Faremos canapés. Sim, querida, leitora. Aquele negócio vulgarmente conhecido como sanduíche, mas se eu fosse você, não mandava a colunista pentear macaco, com raiva por ter lido até agora, só para "aprender" receita de sanduíche. Confie em mim e, talvez, no fim, você ache que valeu a pena.

No dia do grande jogo, algumas horas antes, passe no supermercado (esse passo é especialmente importante, para o caso de você ser uma daquelas mulheres empreendedoras, dinâmicas e trabalhadoras ferozes, que não costumam ter mais que água na geladeira).

Sua lista de compras para um público pagante de 6 ou 8 pessoas:

1 pacote de pão de forma sem casca

1 pacote de pão preto sem casca

1 pote de cream cheese

1 pote de requeijão

1 pote de pepinos em conserva (eu adoro o Hemmer, mas fique à vontade)

3 ovos de galinha ou 12 ovos de codorna

3 tomates maduros ou uma caixa de tomates-cereja

100 g de copa ou salame

150 g de peito de peru ou rosbife caseiro

150 g de presunto cozido

100 g de queijo mussarela fatiado

100 g de queijo emmenthal

1 pacote de mussarela de búfala

1 pote de geléia de pimenta

3 ou 4 garrafas de vinho branco ou 20 latas de cerveja ou refrigerante, dependendo das preferências da sua torcida

1 maço de salsinha francesa para enfeitar (afinal, trata-se de um prato ornamental, certo?)

Vamos armar esse piquenique em tempo recorde? Então, método, ser humano!

Separe uns quatro pratos ou travessas grandes.

Cozinhe os ovos duros. Comassim? Assim, ó: ponha-os em uma panela com água fria e um pouquinho de vinagre. O vinagre é para evitar que a clara escorra toda para fora do ovo, caso um deles trinque com o choque térmico. Depois que a água ferver, marque 6 minutos no timer e apague o fogo - estou louca de achar que você tem timer? Ok. Então, marque no celular ou no relógio-cuco que foi da sua bisavó. Tire os ovos do fogo e banhe-os em água fria para que percam temperatura e fiquem firmes mais rapidamente. Deixe-os um pouco.

Categoria:

Matérias Recomendadas

Facebook Comments