Perfeito!

Para eles, não pode ser bom, tem que ser ótimo, perfeito, que nem um diamante. Por conta disso, lutam contra seus limites, se impõem padrões altíssimos e não admitem falhas. Quem são esses? Os perfeccionistas.

por Redação

Ninguém é perfeito, mas, fala sério, quem não gostaria de ser? Estar sempre linda, bem vestida, escovada, vinte unhas pintadas. No escritório, um sucesso: colocações precisas naquela reunião com o poderoso chefão. No primeiro encontro com a cara-metade, dá-lhe tiradas espirituosas, olhar penetrante, charme à toda prova. Não há vaga apertada que assuste, nem contas a pagar esquecidas em cima da geladeira. Uau! Que perfeição! É o seu caso? Não?! Nem o nosso, querida! Nós aqui do Bolsa somos todas meninas normais, que erram e acertam como qualquer ser humano. Acontece que tem gente por aí querendo ser perfeitinha da silva, irretocável. Mais do que isso: batalham contra seus limites, se impõem padrões altíssimos. Enfim, não são perfeitas, mas perfeccionistas – fazem questão de tudo certo, conferem os detalhes, não admitem defeitos no outro, muito menos em si mesmas. Se empenhar para estar bem, em casa e no trabalho, é sem dúvida uma atitude louvável. Mas há limites. O tal do perfeccionismo é uma qualidade ou um baita de um defeito?

O bom é inimigo do ótimo: às vezes a gente perde um tempão com uma coisa que já está boa, atrás de algo nada menos do que perfeito e até inatingível. Mas, para perfeccionistas como a publicitária Natália Teodoro, bom é muito pouco. Ela quer ser excelente, cinco estrelas, 100%! No trabalho, não consegue delegar tarefas, com medo que os colegas não tenham o devido capricho. “Sigo o ditado: ‘quer bem feito, faça você mesma’. Com isso, passo mais tempo na agência do que o resto do pessoal, quero saber se cada detalhe da apresentação está no padrão. Chego em casa e ainda recapitulo antes de dormir se não esqueci nada”, relata Natália, que não vê nenhum problema nisso, pelo contrário. “Todo mundo pede as coisas pra mim, porque sabe que vou fazer direito. Não é só no trabalho, mas nas reuniões de família também. Sei organizar um chá de panela ou chá de fralda como ninguém”, garante. Vem cá, e se alguma coisa der errado e não sair exatamente como você pensou? “Aí fico triste, até choro”, revela a perfeccionista.

Mas não é errando que se aprende? Não, pelo menos no ponto de vista da comissária de bordo Alice Galvão. Para ela, um erro é motivo de vergonha e frustração. “Detesto errar, quero sempre acertar e dar alegrias aos meus pais e amigos. Por isso, sou mesmo obstinada, verifico cada detalhe do que faço mil vezes, não dou margem a erro”, confessa ela, que não suporta a condição de iniciante. “Demorei a aprender a dirigir, porque ficava triste quando fazia barberagem. Eu sei que ninguém nasce sabendo, mas só gosto de fazer aquilo que sei fazer bem feito. Não gosto de me expor”, revela a comissária que já deixou de aprender muita coisa, por não aceitar cometer erros até acertar a mão. “Até no esporte sou assim: não sei jogar boliche, então não jogo. Pra quê? Pra pagar mico?”, questiona. Uma das características do perfeccionista é justamente essa: associar os erros à sensação de derrota e frustração. Por isso, arriscam-se menos e, muitas vezes, perdem a oportunidade de crescer.

A gente sabe que quem vive de passado é museu, só que um perfeccionista de verdade vive remoendo lembranças – mas só dos piores momentos, como conta a estudante Gabriele N. “Não me perdôo por comportamentos que tive no passado. Pode ser uma palavra que falei errado na frente de muita gente, ou uma frase na hora errada com meu ex-namorado, um detalhe que, talvez, as outra pessoas tenham deixado passar, mas eu não vou esquecer nunca”, diz a estudante, revelando mais um traço do perfeccionismo.

Bem longe do escritório e das reuniões de trabalho, tem gente que é perfeccionista trancada no quarto. Esse é o caso da fisioterapeuta Marli G, que exige de si desempenho nota um milhão nos quesitos figurino e apresentação. “Passo horas na frente do espelho, trocando de roupa até achar alguma coisa que fique perfeita no meu corpo e seja ideal para cada ocasião. Cada roupa minha tem sua combinação perfeita: sapato, adereços, até sutiã que combina direitinho”, revela Marli, que deixa os amigos e o namorado esperando horas a fio  toda vez que vão sair juntos. “O que eu posso fazer? Não consigo, me olho no espelho mil vezes, vejo se não tá marcando a barriga, troco de brinco por um que combine melhor”, diz ela, que se chega na festa e se dá conta de que esqueceu algum detalhe, sente vontade de voltar pra casa.

Para o psicólogo Paulo Próspero, o perfeccionismo é um grande inimigo do homem. “O perfeccionista sente-se inibido em suas atividades normais ao buscar sempre a perfeição, que, muitas vezes, é inatingível. O que leva à frustração”, explica ele, afirmando que tal comportamento pode deixar a pessoa paralisada, no meio do caminho, como, por exemplo, adiando prazos para entregas de trabalhos, com a falsa expectativa de que este vai ficar perfeito. E não adianta culpar o chefe exigente, os pais ou o resto da sociedade por isso: o problema está dentro de você. “O perfeccionista tem o super-ego muito rígido e exige demais de si próprio. Essa cobrança interna desmedida inibe ações ao invés de propiciar. É como se a pessoa tivesse um tribunal dentro dela, exigindo o impossível”, explica o psicólogo enquanto a gente pergunta: tem remédio? “O ideal é fazer o melhor possível, dar o melhor de si sem se exigir a perfeição”, conclui.

Comentários

  1. disse:

    Eu me identifiquei muito com essa matéria. Sou exatamente como a Grabriele e a Alice, vivo constantemente remoendo as frustrações e atos do passado e vivo deixando de fazer coisas por achar que, como não sei, melhor não fazer para não errar. Eu chego a um ponto que esqueço de verdade fatos bons da minha vida pois parece que o meu cérebro faz questão de guardar somente as memórias ruins. Gostaria muito de saber como dar o primeiro passo para tentar reverter essa situação.

  2. kelkel81 disse:

    Eu sou extremamente perfeccionista. Tudo deve estar perfeito e sempre quero o máximo, o melhor. Bom, não considero isso exatamente um defeito, já que não sinto-me prejudicada como o meu comportamento.

  3. disse:

    Eu sempre dizia a mim mesma e a todo mundo que morria de medo de dirigir, por isso nunca tentava. Lutei contra esse medo e fui embora, mas ficava muito tensa. Um dia o instrutor me disse que eu não tinha que ser perfeita em tudo, que tinha que me permitir errar. Percebi então o problema: medo de errar, de não ser perfeita. Parei pra pensar e percebi que deixei de fazer muitas coisas exatamente por isso. O próximo passo é andar de bicicleta. Ai meu Deus, qtos tombos vou levar ! Qto mico ! Mas vou conseguir !

  4. disse:

    amo a perfeição (mas cada um tem o seu máximo). aprendi a respeitar isto.Até em mim.Só não aprendi a aceitar criticas a respeito do que eu acho o meu melhor.Nem Jesus agradou a todos ELE era Perfeito.Agora posso rir de minha fraqueza e esquecimentos,e são muitos.

  5. disse:

    Como é complicado esse lance de perfeccionista…. nunca vou me esquecer de meu primeiro recital de teclado, errei uma única notinha da minha música, foi a pior coisa que podia me acontecer àquela noite, ninguém percebeu, mas eu sabia de meu erro, até hj fico me condenando, ñ tinha pq errar, foi terrível. E hj, assim como a Alice, deixo de fazer algumas coisas simplesmente pra não errar, não suporto pensar em erro, é algo que não consigo perdoar. Mas tenho tentado superar isso, quem sabe um dia eu consiga!

  6. disse:

    Me identifico com a matéria e tento a cada dia não ser tao exigente com as atitudes dos outros e principalmente com as minhas, pq a auto cobrança é sofrida e dolorosa.

  7. disse:

    sirloca… miga é vc???!!!! sir_andrade?????!!

  8. disse:

    pôxa, quantas vezes ficamos com a desagradável sensação de frustração, um gosto amargo na alma, e se quer percebemos que não havia necessidade. Foi um desgaste inútil.

  9. disse:

    Gente, acredito que errar faz parte da vida, pois é errando q buscamos a aprendizagem verdadeira. Devemos sim, saber respeitar as nossas falhas e as dos outros, de forma a aprendermos mais com isso. Pode ser complexo mais um pouco de esforço nunca é demais, não é!
    Deca

  10. disse:

    Pois é, sou mto mais exigente e perfeccionista com as coisas dos outros,…mas no geral não demonstro ser assim…mas no fundo, sei que sou por conta das mil exaquecas que tenho!!! Um equilíbrio é a melhor forma de viver, difícil é manter isso no dia a dia!

  11. disse:

    Na minha vida e dos meus filhos o perfeccionismo já causou muitos problemas, mas nenhuma solução, ao contrário só confusão. O que vou relatar é o que vivo:
    - O perfeccionismo faz da pessoa escrava de seus atos e inimiga de si mesma, perdem mais tempo que o necessário com coisas (tarefas) pequenas sempre achando que poderia fazer melhor, o pior de tudo é que o perfeccionista sempre “quer, exige” que as pessoas ao redor sejam perfeitos, causando mal estar e tensão na família e no ambiente de trabalho.
    Acredito que assim que essas pessoas entenderem (por si ou com um tratamento psicológico) que não podem obrigar as pessoas a seguir suas regras, dar prioridade e planejar melhor suas tarefas, vai perceber e passar a dar realismo as situações que acontecem na vida.

  12. disse:

    Já fui mais perfeccionista… hoje não me preocupo muito porque algumas atitudes provocaram mau estar e fiquei donte por isso. Continuo com algumas como o exemplo dado pela amiga acima de ficar horas procurando uma roupa e as vezes sair achando que ainda não está bom. Não adianta querer forçar que as pessoas ao meu redor façam as coisas como eu quero porque isso será impossível e só causará inimizades e tristezas. Feliz Dia do Amigo e beijos a todos!!

  13. disse:

    Tenho procurado me cobrar menos quanto as atividades perfeitas e estou bem melhor.

  14. disse:

    Tenho tentado dosar melhor meu perfeccionismo…. isso já me causou problemas e hoje vejo que meu comportamento exigente me leva às vezes a um nível de stress desnecessário, especialmente com meus filhos e marido… cobro deles, inconscientemente, atitudes que eu tomaria, esquecendo q cada ser humano é unico.
    Aprender um pouco a cada dia e, quem sabe, procurar exigir sem magoar….

    Feliz dia do amigo a todos.

  15. disse:

    Pois é tambem tenho esse probleminha mas sei hoje que o unico perfeito é o Senhor Jesus unico nos somo apenas homens que tem que se acostumar com suas limitações.
    Bjos perfeito pra vocês

  16. disse:

    A busca da qualidade nem sempre é perfeccionismo .Mas num país onde quase tudo é mal feito , a começar das leis , os apressadinhos e preguiçosos levam a melhor , protegidos pelo medo do rótulo depreciativo ..))

  17. disse:

    Sou perfeccionista demais no quesito namoro, nossa não aceito ele errar nunca por que acho que eu sempre estou certa, acabo cobrando demais e isso tá me fazendo virar uma chata e pelo jeito vou acabar ficando sozinha… ninguém aguenta mais a pressão de ser sempre o perfeito

  18. disse:

    Estou tentando melhorar, mas e dificil, conforme o tempo passa mas exigente fico, principalemnte comigo mesma. Sei que a perefeição que busco não existe, mas não consigo achar errado tentar.

  19. disse:

    Kakau
    Sou consciente dessa condição em mim, e posso garantir que quando me permito relaxar e sair por aí chutando pedrinhas, me sinto muito bem. A auto-cobrança nos frustra, porque não conseguimos mesmo ser perfeitos o tempo todo, e acabamos pagando um mico aqui e ali. E chorar por isso não resolve o problema. É quando escuto de meus filhos: “Você vai superar isso!”

  20. disse:

    Sou perfeccionista como dona de casa, gosto de ver tudo arrumado e bem limpo, minha família não aguenta mais, todos diz que tenho psicose de limpeza, mais sou assim o que possso fazer?
    Deia.

  21. disse:

    Nossa acabei de ler essa materia e me vir envolvida todinha nela..aliás quase toda(pois esta sempre faltando algo mais..para nós..)
    A luta com meu Eu começa assim que levando,ao arrumar minha cama tem que ficar tudo certinho(as pontas do lençol,do travesseiro,coberta…)se alguém for fazer no meu lugar fico frustada,achando que não esta do meu jeito…então só me sinto aliviada quando vou até lá desfaço e faço do meu jeito(certinho)Estou sempre achando que ficaria bem melhor se Eu tivesse feito…..sou assim em tudo…e quando tenho,nem queira saber…bjusss

  22. disse:

    Sou bastante perfeccionista, dessas q se sobrecarrega de funçoes e quer ter o controle de tudo pelo simples fato d acreditar q “ninguem vai fazer tao bem qto eu”.
    Mas estou bem melhor (mais “light”, pois a vida vai ensinando e os tombos, tambem…

  23. disse:

    Sou assim e sofro muito.. sempre me lembro de coisas q fiz no passado.. parece q é sempre um grande arrependimento

  24. disse:

    Tb sofro muito com essa auto crítica que yenho, com relação às minhas atitudes.Eu não me perdoo se errar, se der um vacilho, estou sempre sendo o “ombro amigo” das pessoas, consolando-as sempre. Mas eu não me permito estar numa situação destas. Realmente me sinto muito “presa” com esta forma de pensar.

  25. disse:

    Pode ate ser comico, mas eu tambem ja fui assim completa de perfeicao… no passado.
    Hoje, muitissimo bem casada, me sinto um pouco mais liberta daquela perfeccionista que era a pelo menos 3 anos posteriormente. Nao sou como era antes, muitas coisas mudaram, pois eu mesma reconhecia que era demais. Acho que nos todas com este problema, e como se fossemos como um um outro com um outro problema. Por exemplo: Pode ser aquele viciado que acorda de manha, e quer a bebida, ou a droga. E eu tambem, acordava de manha e tinha que fazer a minha cama perfeita, e deixar a mesa sem nada em cima, a louca toda lavada do cafe da manha, a roupa na maquina… dentro, mesmo que nao tivesse todas brancas, mas ficava la esperando completar para lavar. Os 3 quartos em cima nem eram ocupados, e eu ia todos os dias observa-los se tinham alguma coisa fora do lugar. O meu marido chegava do trabalho, e eu imidiatamente pegava tudo dele e ja colocava no lugar. Ate quando o meu marido tomasse banho, se eu voltasse depois no banheiro, e enxergasse que tinha um pelinho daquele lugar caido no chao… O meu Deus era uma briga. E assim, voces podem imaginar como eu era. Era ridicula. Mas passou.
    O meu proprio marido me ensinou que eu nao poderia viver com tanta perfeicao assim. Entao passei por uma boa licao, ele conversou muito comigo, durante muito tempo, muitos anos, mas tambem me esforcei por isto. e hoje sei que fazer tudo ( excelente ), nao e um problema para mim, pois faco coisas que me agradam de verdade, ainda bem feitas, mas sem nem pensar na comparacao do passado, mas lisonjeada de ter tido a forca de vontade de ter mudado, e ainda continuar belissima com tudo.
    Beijos, da Rosinha

  26. disse:

    olá, acabo de ler a reportagem…e ainda bem que não sou tão exigente e perfeita. Penso que assim sou mais feliz. Afinal sou humana ….
    Beijos a todos.

  27. disse:

    Ser perfeccionista é uma m… Eu detesto cometer erros. Não me perdôo e fico cheia de vergonha quando isto acontece. Acho que as pessoas vão pensar que sou pouco inteligente, o que me incomoda terrivelmente.
    Para fazer este comentário eu o alterei diversas vezes até achar que estava bem redigido, objetivo e claro.

  28. disse:

    Não sou tão perfeccionista assim, mas me irrito qdo erro. Não me perdôo com facilidade……mas sou muito de pesar os prós e os contra e de estudar a situação antes de agir……….assim me sinto segura e erro menos. Muitas vezes me dei o luxo de não saber responder e de sair meio amarrotada……….acho que assim me abro pra aprender mais.

  29. disse:

    Bom, sou o avesso de tudo isso.Não ligo para a bagunça, se erro peço desculpas.Quando me proponho a fazer algo , faço direito e procuro fazer o melhor, mas se sir alguma coisa fora dos meus planos…..nem ligo.Gente , tem coisas mais importantes na vida do que o capricho de ser perfeito…Perfeito só Deus!E mesmo com toda sua perfeição nos fez imperfeitos…..Beijos.

  30. disse:

    Perfeccionismo é a pior coisa do mundo!
    Me faz sofrer bastante pois me cobro demais, e nos relacionamentos quero sempre mais, mais carinho, mais atenção mais tudo até perder a pessoa!!
    O perfeccionista se cobra!!
    Será que terapia resolve!!?

  31. disse:

    Sou perfeccionista em varios aspectos principalmente em questão de organização e de erros,porém isto vai corroendo por dentro impossibilitando de seguir em frente.
    Tento me controlar mais as vezes quase sempre exigo muito de mim e consequentemente dos outros,que se sentem sufocados,com as minhas cobranças de perfeição.

  32. disse:

    SER Perfeccionista é um horror;estudo alemao aqui em Lüneburg e todos elogiam meu desempenho.Estudo oito hóras por dia e fico frustada por nao conseguir ler um livro para criancas de dez anos,detalhe;tem apenas três meses que comecei a estudar!

×
Faça do Bolsa de Mulher
sua página incial
E também acompanhe: Newsletter