Orçamento doméstico

Luz, gás, telefones, transporte, aluguel e lazer (afinal, você é filha de Deus). São tantas as despesas mensais... No fim das contas, literalmente, sempre tem mais mês do que salário. A solução? Ainda é o velho e bom planejamento financeiro.

por Redação

Supermercado, luz, gás, telefone(s), transporte, aluguel, condomínio, cartão de crédito, diarista… E bota reticências nisso! Pra quem tem família, então, o leque fica ainda mais diversificado (ou será dispendioso?): escola das crianças, aulas extra-curriculares, plano de saúde, lazer (indispensável à vida), entre outro gastos. Arf! São tantas despesas que fica impossível ter um momento de sossego, sem ficar pensando se há dinheiro suficiente para saldar todas as dívidas. Até porque, no final das contas – literalmente nessa situação –, você nem sabe ao certo o quanto terá que desembolsar. Definitivamente, está faltando um planejamento financeiro. Uma forma de controlar seus gastos e usar melhor o dinheiro para não correr risco de ficar apertada no fim (ou em todos os dias) do mês.

Suponha que você ganha X e tem que pagar Y em despesas imprescindíveis (o que já representa quase todo o seu salário), fora aqueles outros gastos que você também faz, porque, afinal, também é filha de Deus. O problema é que você não consegue contabilizar e gasta mais do que tem, certo? Começa o mês fazendo contas, promete que vai se controlar, só que, quando vê, entrou em cheio no cheque especial e saiu com juros exorbitantes no cartão. O pior é que não quer nem saber o tamanho do rombo. É aí que se encontra um dos principais problemas: a falta de conhecimento do seu próprio orçamento. O consultor financeiro Cláudio Boriola, autor do livro “”Paz, Saúde e Crédito”, explica que o planejamento é essencial para uma vida financeira saudável. “É uma ótima opção para quem quer organizar suas receitas e despesas. A partir do controle de ganhos e despesas, as pessoas passarão a valorizar o dinheiro”, diz Boriola.

O dinheiro é a base de troca para bens e serviços. Querendo ou não, precisamos dele e, por isso, não podemos usá-lo de maneira leviana. A economista Sandra Blanco, do Mulherinvest, autora do livro “Mulher inteligente valoriza o dinheiro”, acredita que as pessoas devem planejar para ter segurança e viver bem com sua rentabilidade. “Elas precisam estar preparadas para eventuais emergências, gastos sazonais e para as grandes conquistas, sonhos e desejos”, coloca. Segundo a economista, uma boa alternativa para quem quer ter noção do custo de vida é anotar absolutamente tudo, desde as pendências financeiras essenciais à sua sobrevivência aos supérfluos. “Passe alguns meses anotando tudo o que pagar, fazendo o registro no ato”, recomenda Sandra, que também recomenda diferenciar a separar as despesas fixas das variáveis, ou seja, as quantias previamente definidas, como prestações e tarifas, e o que se desembolsa conforme o uso.

Assim, ao final de cada período, será possível comparar gastos e começar a pensar em uma forma de controlá-los. Para isso, o primeiro passo é separar as despesas por itens, como moradia (tudo o que você gasta na sua casa: aluguel ou prestações, luz, gás, telefone, empregada, condomínio, manutenção, limpeza), alimentação, saúde, transporte, vestuário e lazer, entre outras categorias, dependendo do seu estilo de vida. “Para ter noção de para onde o dinheiro está indo, é fundamental incluir as pequenas despesas. A pessoa tira dinheiro e não lembra como gastou. Nossa memória com dinheiro é curtíssima. Anotar é uma forma de policiamento”, aponta Sandra Blanco.

Fica mais fácil se tudo estiver organizado. Só não fique pensando que o dinheiro não dá! Provavelmente, você está administrando mal o que ganha. É sempre possível, e recomendável, procurar alternativas mais baratas para todos os custos. Cláudio Boriola recomenda que se comece cortando os gastos supérfluos, e compre o necessário para a sobrevivência. Você pode, por exemplo, procurar um supermercado um pouco mais longe, mas que ofereça os mesmos produtos por um menor preço, evitar muitas luzes acesas sem necessidade, o excesso de conversas por telefone, aliás, os excessos em geral. “Pense que tudo em demasia é prejudicial ao seu bolso. Economizar faz bem para o futuro financeiro de qualquer ser humano. Em pequenos itens, percebemos, no final do mês, a grande diferença do esforço efetuado”, recomenda Boriola. É tudo uma questão de hábito e conscientização própria e de toda a família.

Um fator que vai contra qualquer forma de planejamento financeiro é o impulso. De nada adianta conter os gastos diários com elementos desnecessários se você compensar tudo na primeira loja que ver na frente. Se o dinheiro permitir, separe uma quantia para comprar roupas, hobbies e demais futilidades, sem extravagâncias e preocupando-se em guardar algum como garantia. “Quanto maior o valor, melhor. Desta forma, as pessoas passarão a comprar e investir em bens para o futuro”, comenta Boriola. Em se tratando de investimentos, Sandra Blanco assina embaixo e dá dicas do que podemos fazer com uma quantia aplicada todo mês. “A regra mais simples é ‘pague-se primeiro e separe 10% do que você recebe’. Ter objetivo e horizonte é muito importante”, avisa Sandra, recomendando que os 10% sejam investidos. Quem está começando com pouco deve ir devagar. Já que o mínimo para investir em um fundo de renda fixa é 200 reais, o melhor é colocar na poupança e depois passar para o fundo, que rende mais. “Indico investir na poupança, que paga pouco, do que não investir. Pensando em longo prazo: ações, clube de investimento”, indica a economista.

Quando se fala em orçamento doméstico, controle, planejamento e poupança representam a alma do negócio. Cláudio Boriola acredita que o segredo de uma vida financeira saudável é poupar e a abolir toda e qualquer forma de crédito, sobretudo se envolver juros. “As compras a prazo acabam influenciando o aumento nas taxas de juros, isso porque, em uma prestação fixa estão embutidas taxas altíssimas de juros. Se o consumidor poupar a mesma quantia mensalmente, na metade do tempo, terá o valor suficiente para comprar à  vista o bem e, ainda, ficar sem dívidas”, diz Boriola. Isso mesmo, fique longe de dívidas, e, claro, não gaste mais do que tem. 

Comentários

  1. disse:

    Concordo plenamente com as informações do consultor financeiro Cláudio Boriola, ele tem toda a razão. Depois que comeceu a visitar o site http://www.boriola.com.br, minha vida financeira mudou da água para o vinho. Parabéns Dr. Boriola, continue sempre nos ajudando a ter uma vida dígna.

  2. disse:

    Amor,

    Passa para minha cunhada. Diz que foi meu pai quem me mandou e eu achei legal.
    Bjs,

    Dea

  3. disse:

    Mony,
    Com certeza esse é um bom planejamento para o bolso e uma ótima sugestão para quem quer controlar os gastos do dia a dia…
    Obrigado pelas sugestões.

  4. disse:

    o povo do bolsa é 1000! abraço amazônico pra vcs!

  5. disse:

    Só tenho a agradecer as orientações do consultor financerio Cláudio Boriola.

  6. disse:

    Pra tentar acertar na tortuosa matématica resolvi não usar mais cartão…só compro agora qu estou com dinheiro em punho…quero ver descontrole assim

  7. disse:

    Obrigada pelas dicas…

  8. disse:

    Adriana Ferreira.
    Obrigado pelas sugestões, pois estou prestes a casar e preciso começar a me organizar desde já, para ir em busca de meus objetivos.

  9. disse:

    Luciana Lima Recife – PE

    Valeu as dicas vcs são 10 mil %

  10. disse:

    Tudo o que eu precisava era auto controle com os gastos fora do orçamento.
    Obrigada pelas dicas.

  11. disse:

    Regiane
    Gostei muito das dicas, pois sou revendedora autonoma e preciso ter mais controle no dinheiro e queria mais dicas de como administrar a venda de vários tipos de produtos. Ex. Cosméticos, Danone, yakult.

  12. disse:

    Adorei !!!
    Estou há um tempão no cheque especial e tenho certeza que com essas dicas vou conseguir sair do buracooooooo
    Bjo

  13. disse:

    Help!!
    Li sua reportagem e percebi o quanto estou enrolada,estou devendo case R$10.000,00 e não sabia por onde começar, acho que voces me ajudaram bastante com as dicas dtalhe ganho só 450,00 e as dívidas são com os benditos cartões de credito. abraços

    gilms

  14. disse:

    Não entendo como alguém pode incluir roupas entre as futilidades. Mesmo que a pessoa não se vista de forma sofisticada é necessario comprar roupas. Senão por exemplo como ficam as crianças que perdem roupas e sapatos rapidamente? Este tipo de lugar comum não serve para quem não tem muito para gastar.

  15. disse:

    Oi
    Valeu pelas dicas vou imprimir a matéria e dar para uma conhecida que não consegue controlar seus gastos.
    Gostei muito da matéria sobre orçamento pessoal também. Vou começer a efetuar as orientações dadas.

  16. disse:

    adorei as dicas de orçamento doméstico, mas estou à procura da planilha de orçamento que sempre leio na revista nova. obrigada

  17. disse:

    pelo site não consegui encontrar as planilhas que tanto desejo. Por favor gostaria de receber a planilha de orçamento diário e a mensal. Quem sabe se de posse delas e com as dicas de vocês eu saio desse buraco.bjs celi63

  18. disse:

    Cade as planilhas comentada no programa de tv eu não consegui achar, vcs podem me dar o caminho
    ebe

  19. disse:

    onde estão as planilhas diarias e mensal comentadas no programa de tv de ontem, por favor gostaria de ter, obrigada, Madalena

  20. disse:

    Também assiti ao programa e estou a procura destas planilhas… Onde estão?
    Favor nos informar. Obrigada.

  21. disse:

    Gostaria da planilhias de gastos que eu vi num programa de tv, se puderem me mandar agradeço muito.

    abraços

    Fabiana

  22. disse:

    Olá, tenho muito interesse nas planilhas citadas e não encontrei no site. Por favor, me enviem via e-mail: aquinojosi@hotmail.com
    Bjks

  23. disse:

    cade as planilhas…estou precisando!!!!

  24. disse:

    tbm gostaria de receber ,pois preciso me organizar melhor vai ser de grande ajuda,obrigado……..

  25. disse:

    Pela primeira vez estou levando a sério a questão do orçamento doméstico, de organizar e principalmente as anotações diárias de gastos pra melhor ter noção de gastos, prá onde realmente está indo o dindin, tô achando bárbaro!

  26. disse:

    Onde eu posso fazer o download da planilha de controle orçamento ??? Podem me mandar? Att Saory

  27. disse:

    Entao, tambem quero essa planilha de orçamento dome'stico! preciso muito me organizar financeiramente, eu ja havia visto uma planilha aqui mesmo, mas agora nao consigo acha-la, por favor me deem uma luz.

  28. disse:

    (? Olá gostaria de receber a planilha de orçamento doméstico e/ou onde encontrar e saber se também posso ter acesso a planilha do tipo……….para alguém que trabalha em casa como autônomo ou seja preciso de 2 tipos de planilha para poder diferenciar os gastos domésticos com o profissional desde já agradeço!!!

  29. disse:

    eu ja anoto tudo que gasto numa agendinha, estiu tentando me controlrar bastante quero juntar dinheiro pra imprevitos, silicone e pra fazer uma viagem! rsr sou filha de Deus

  30. disse:

    Gostaria muito de receber a planilha de orçamento doméstico…..pois estou tentando usar a mesma que uso no serviço e não deu certo….

  31. disse:

    Gostaria de receber a planilha de orçamento doméstico, onde posso ter acesso a planilha?

  32. disse:

    realmente temos que ter controle financeiro
    por favor mandao pra mim a planilha…
    desde ja obrigado pelas dicas…

  33. disse:

    Por favor, também gostaria de ter acesso a esta Planilha do Orçamento Doméstico. Onde faço o download? Grata.

  34. disse:

    Gurias, tem um site https://www.srdinheiro.com.br/controlador-financas.php que simplesmente ameiiii e está me ajudando a controlar esse meu lado extravasado… Para quem quer um guia maravilhoso, tem o Livro "Sobrou Dinheiro" que é do economista que dá dicas no Fantastico.; DIVINO

×
Faça do Bolsa de Mulher
sua página incial
E também acompanhe: Newsletter