Stiletto Dance: aula de dança com salto alto

Estilo mistura vários ritmos e pode significar gasto de até 600 calorias por aula

por Laís Peterlini

Adotado pelas chamadas “divas do pop”, como Beyoncé, a dança com salto alto tornou-se um estilo a ser copiado pelo mundo a fora. A aula de dança que combina hip hop, jazz e salto alto ganhou o nome de Stiletto Dance e tem conquistado muitas adeptas nas academias. O professor de Stiletto da academia carioca Tio Sam Camboinhas Raphael Centurião explica como funciona essa nova modalidade de dança que pode gastar até 600 calorias em uma aula.

Leia também
Aula de Zumba pode queimar até mil calorias em 1 hora 
Muay Thai emagrece até mil calorias por aula 
Samba emagrece até 800 calorias em uma hora 

O que é Stiletto Dance

O estilo de dança que mistura hip hop e jazz, ensina movimentos leves e sutis com as mãos, pés, ombros e quadris, jogadas com o cabelo, além de olhares sensuais e marcantes. “O Stiletto busca todas as essências da mulher de forma muito natural. Exploramos a sensualidade sem vulgaridade”, explica o professor.

Como é a aula

Segundo Centurião, a aula é trabalhada em duas etapas. Na primeira, chamada de “High Heels”, o professor ensina como se manter em cima do salto alto. “Por meio de técnicas de jazz e ballet, descobrimos nosso equilíbrio e, com isso, praticamos caminhadas e outras movimentações com o salto”, afirma ele. A segunda parte, chamada “Femmology”, a modalidade de dança ensina como a mulher pode explorar sua essência. “É o momento da mulher se tornar mais feminina”, completa.

Uma aula de dança com salto alto pode gastar até 600 calorias Crédito: Divulgação

Uma aula de dança com salto alto pode gastar até 600 calorias
Crédito: Divulgação

Benefícios

A Stiletto Dance melhora a postura e o equilíbrio, além de promover um trabalho muscular intenso em todo o corpo. “A técnica deixa bumbum, pernas e panturrilhas durinhas, além de marcar a cintura”, afirma Centurião. Ainda segundo o professor, a aula trabalha a autoconfiança. “Sinto que muitas alunas se tornaram muito mais confiantes e desafiadoras”, completa.

Quando e como surgiu

O Stiletto surgiu na Broadway Dance Center, em Nova York, da necessidade de se aprender a dançar no salto alto, para apresentações em clipes, shows e comerciais. “As dançarinas profissionais, que fazem shows e performances, trabalham no salto alto devido à influência da moda, que sempre esteve muito inserida na vida das mulheres. A partir da necessidade de dançar com o salto alto, surgiu esse estilo de dança”, conta Centurião. A precursora do estilo foi a professora Dana Foglia, da Broadway Dance Center.

Quem pode fazer

Segundo o professor, não há restrição de idade. “Tenho alunas de todas as idades, mas não aconselho para pessoas que possuam alguma lesão na perna ou problema de coluna”, diz ele. Não há um sapato específico para prática, mas é aconselhado que o salto não ultrapasse 10 cm e não seja meia pata. “Meu principal conselho é que as pessoas procurem por profissionais especializados na área, para que não haja nenhum tipo de lesão ou problema muscular decorrente de uma aula sem a correta orientação”, ressalta.

Para quem gosta de dançar, a aula de dança na esteira é uma ótima dica. Assista ao vídeo que mostra a modalidade:

Temas: ,
×
Faça do Bolsa de Mulher
sua página incial
E também acompanhe: Newsletter