Protetor solar em comprimido

Substância encontrada em algas pode ser ingerida para evitar queimaduras solares

por Redação

Já imaginou poder comer um protetor solar em vez de passá-lo na pele? Pois esta é a proposta de um grupo de pesquisadores do King’s College de Londres. Mergulhando e investigando as algas e corais que vivem na Grande Barreira de Corais da Austrália, foi descoberto que esses seres possuem uma substância que absorve os raios ultravioletas e os protege do sol.

Batizado de micosporina (MAA), o aminoácido é conhecido há 25 anos. Segundo Segundo Paul Long, líder da pesquisa, os peixes que se alimentam desses corais possuem MAA na pele e nos olhos. E por descobrir que a substância faz o mesmo efeito quando ingerida por outras espécies, a proposta é levar aos seres humanos a consumirem o aminoácido em grandes quantidades para ficarem protegidos do sol. Acredita-se que a substância não seja tóxica, uma vez que o Nori, papel de algas verdes usado no sushi, iguaria típica japonesa, contém MAA.

Os pesquisadores esperam poder fabricar e testar o comprimido de protetor solar em até cinco anos. O fator de proteção ainda não foi definido, mas testes revelam que o grau de absorção do MAA se assemelha ao de loções fabricadas atualmente.

LEIA TAMBÉM:

Filtro solar: use na medida certa – Saiba como usar o protetor solar e mantenha a pele protegida

Filtro solar para os cabelos – Conheça alguns produtos que vão proteger os seus cabelos nesse verão

×
Faça do Bolsa de Mulher
sua página incial
E também acompanhe: Newsletter