Alimentos e a enxaqueca

Fique atenta: a alimentação é um dos principais causadores das crises
por admin

A alimentação é um dos principais fatores que podem desencadear as crises de enxaqueca. "Ficar mais do que quatro horas sem se alimentar é tão ruim quanto ingerir o alimento errado. Ficar muito tempo sem comer leva à baixa do açúcar no sangue, e pode gerar mais enxaqueca para aqueles que já possuem essa sensibilidade", diz a nutricionista Liliam Francisco.

Quem tem predisposição à enxaqueca deve mesmo observar o que come. Não existe uma dieta específica e cada indivíduo deve saber identificar o que não lhe cai bem. Entretanto, algumas substâncias podem desencadear aquela dorzinha que começa chata e vai ficando insuportável.

Alimentos que contém o aminoácido tiramina devem ser evitados. "Os principais são vinho tinto, peixe defumado, fígado de galinha, figos, chocolates, nozes, manteiga de amendoim, queijos amarelos, vinagre, bebidas alcoólicas, iogurtes, lentilha e sementes", lista Liliam.

TESTE: Você sabe se alimentar?


Os enlatados, processados e conservados devem ser bem dosados. "Embutidos como salsicha, salame e toucinho defumado, por exemplo, podem ocasionar a enxaqueca, uma vez que as substâncias utilizadas para realçar a coloração e o aspecto dos alimentos possuem ação vasodilatadora", explica a nutricionista. Além desses, alimentos que contenham glutamato monossódico também devem ser retirados do cardápio. De acordo com ela, o glutamato serve para enriquecer o sabor e pode inibir a absorção de glicose por parte das células cerebrais, desencadeando a dor.

O aspartame também merece cuidado. De acordo com Liliam, estudos mostram que o consumo de 30mg por dia pode aumentar em até 9% o risco de enxaqueca em indivíduos predispostos. O café pode ser um vilão silencioso. "Consumido em quantidades excessivas ele agrava os sintomas de dor de cabeça e também os de ansiedade e de pressão alta para os hipertensos", avisa a nutricionista. Um outro inimigo é o chá. "Ele é vasodilatador, de modo que a pessoa deve reduzir o consumo", alerta a nutróloga Jane Corona.

E dessa extensa lista nem os frutos escapam. Alguns devem ser excluídos das refeições de quem sofre com a enxaqueca. "Abacate, banana e frutas cítricas são os principais", diz Liliam. "Pessoas sensíveis também relatam enxaqueca quando consomem ameixa e tomate", conta Jane.

A associação entre alimentos e medicação podem ser uma bomba relógio em alguns casos. "Pessoas que fazem uso de antidepressivos terão dor de cabeça se comerem muito queijo, porque este forma as aminas biogênicas tiramina e tripatamina, que são irritantes do sistema nervoso central", diz Jane.

Leia também:

- O que é a enxaqueca - Mais de 15% dos brasileiros sofrem de fortes dores de cabeça. Saiba mais!

- Invista na prevenção - Médicos alertam para a necessidade de tratamento. Uso contínuo de analgésicos é condenado.

- Aprenda a controlar a enxaqueca - Mulheres sofrem mais com dores de cabeça. Oscilação hormonal é a causa. Entenda!

- Enxaqueca infantil - Cerca de 8% das crianças sofrem com dores de cabeça. Pais devem ficar atentos aos sintomas

Matérias Recomendadas

Facebook Comments