Sobrancelhas > Sobrancelhas

Não importa de que tipo sejam, as sobrancelhas são (quase) sempre um "sofrimento" para as mulheres. Mas isso pode ser amenizado com as dicas de alguns especialistas no assunto.

por Redação

Arqueadas, finas, grossas, ralas, curvadas, falhadas… São vários os tipos de sobrancelha. Entretanto, muitas mulheres ainda têm dúvidas sobre o assunto. Dentre as mais comuns estão: como tirá-las, qual o comprimento ideal e onde elas terminam e começam. Como o rosto é um verdadeiro cartão de visita, nada mais justo que ele fique belo e harmônico. Para isso, não imagine que aquelas sobrancelhas maravilhosas vistas em uma foto de revista vão cair bem em você. A sobrancelha é como impressão digital: cada um tem a sua. Para acabar de vez com qualquer tipo de dúvida, alguns profissionais nos contam tudo sobre elas. Fiquem atentas e mãos à obra… quer dizer, à pinça!

Em primeiro lugar, é muito importante ver se as sobrancelhas precisam ser feitas. O maquiador da L’Oreal, Duda Molinos, em seu livro “Maquiagem”, da Editora Senac, sugere: “Se você quer resolver falhas na sobrancelha, ou determinar um traçado ideal para o seu rosto, procure, ao menos na primeira vez, um profissional do assunto”. Outra dúvida é: tirar a sobrancelha com pinça, com cêra ou com uma lâmina de barbear? Fiquem atentas! “Prefiro fazer com pinça porque tenho a possibilidade de fazer um desenho mais bonito e a probabilidade de erro é menor”, afirma Daniela Hausser, esteticista da Maison Esmell. Especialista em sobrancelhas há 15 anos, Dora Cramer endossa a colega. “Tirar com cêra é um pecado porque rompe os músculos da região, causando flacidez e envelhecimento da pálpebra”. Bianca Ribeiro, da clínica Fisiobelle, encerra a questão. “Lâminas de barbear, nem pensar! Não fica bonito, os pêlos crescem rápido, fica uma certa sombra preta e ainda há o risco de cortes”.

Definida a estratégia, verifique se elas têm pêlos fora do lugar ou se estão tortas. Depois, escolha um lugar bem iluminado: um lugar com sol ou no banheiro, com bastante luz. Verifique bem a pinça. “Algumas perdem a ponta muito rápido e não retiram o pêlo pela raiz, deixando falhas”, adverte Dora. Algumas pessoas evitam fazer a sobrancelha porque dói um pouquinho. Para essas, a esteticista dá a fórmula. “Para não haver dor, o ideal é esticar a pele com uma mão e, com a outra, retirar os pêlos. Além de minimizar a dor, evita de o pêlo arrebentar”. Duda Molinos completa: “Pinçar no sentido que nasce o pêlo dói menos”.

Chegou então a hora de começar a arrancar os pêlos. Escove os pêlos da sobrancelha em diferentes sentidos. Preste atenção no caimento deles para não retirar nada que deixe falhas. “É comum se ter a ilusão de que o pêlo está resolvendo o desenho que você imaginou quando, na verdade, seu caimento faz um traçado diferente”, comenta Duda. Para acertar a mão e ficar com a sobrancelha desejada, pegue um delineador e desenhe o formato que você quer. Tudo o que estiver fora do desenho deve ser retirado. Fácil, fácil. Um grande problema é igualar as sobrancelhas. Imagina…Você faz, faz, e quando vê…Uma ficou maior do que a outra. Algumas pessoas dizem que o ideal é tirar alguns pêlos de uma, parar, tirar os da outra e assim sucessivamente. Ledo engano. “Só há um jeito de igualar as duas: ir até o final de um lado e, depois, imitar o que fez, na outra, tendo a primeira como exemplo”, ensina o maquiador.

Para as pessoas que sofrem porque têm a sobrancelha sem separação, as chamadas “coast to coast”, ou “monocelha”, seus dias de agonia estão prestes a terminar. “Neste caso, basta tirar os pêlos que ficam entre elas. Este trabalho tem que ser feito a cada 15 dias para não ficar feio”, sugere Dora. Até problemas visuais podem ser minimizados com um trabalhinho nas sobrancelhas. “Dá pra transformar um olhar triste em alegre, ou seja, levantar aquele olhar caído. Com pessoas vesgas, eu abro um pouco a sobrancelha, criando uma ilusão de ótica que faz com que o problema praticamente desapareça”, garante a esteticista Dayse Maia. Muitas vezes, o olhar triste é devido ao posicionamento das sobrancelhas. Neste caso, a parte inferior da sobrancelha é retirada e faz-se uma pigmentação na parte superior.

Para muitos casos, a pigmentação é a melhor altenativa. Sobrancelhas falhadas ou dando aquele ar de cansaço são facilmente corrigidas com este método. “É um trabalho reconstrutivo. Uma técnica de introdução de pigmentos através de agulhas na pele, como uma tatuagem. Desta forma, recuperamos a estética das áreas carentes de melanina, que é o que dá cor à pele”, afirma Tabet, da Maison Esmell. Mas atenção! Se você já fez a pigmentação, mas quer mudar de ares para dar uma variada, tem que ter um certo cuidado. “Primeiro tem que despigmentar para depois fazer uma nova pigmentação. Não se faz um trabalho por cima do outro, porque o resultado pode ser um desastre”, alerta Dora Cramer. É muito importante que você tenha em mente que nem sempre aquela maravilha de sobrancelha, digna de uma artista de Hollywood, pode ficar bem no seu rosto. “Procuro orientar a cliente para que fique com o aspecto natural, sem exageros. Falo dos modismos e do risco que algo exagerado pode trazer”, diz Tabet.

Não exagere também se estiver pensando em pintar as sobrancelhas. “Elas não devem ser pintadas da mesma cor do cabelo”, afirma Dora Cramer. Portanto, nada de cabelo ruivo com sobrancelha ruiva, cabelos castanhos e sobrancelhas idem. “O ideal é usar uma tinta com efeito clareador sem descoloração prévia. Procure no rótulo”, sugere Duda Molinos. Você vai perceber também que o efeito da tintura vai sumindo. Não é motivo para preocupação. “O fio da sobrancelha é muito diferente do fio do cabelo porque a cutícula não absorve a tinta por muitos dias. Sugiro um retoque semanal para o resultado ficar mais bonito”, aconselha Duda. Contrariando o tempo em que fica nos cabelos, a tintura nas sobrancelhas deve ser retirada rapidamente. “Normalmente dois a três minutos já são suficientes. Sobrancelhas muitos escuras pedem um tempinho maior, em torno de seis minutos. Se a tintura ficar mais tempo do que o normal, fica uma cor desbotada e o resultado final deixa muito a desejar”, alerta Dora.

Para que as suas sobrancelhas sejam um verdadeiro objeto de desejo, não hesite! Veja qual formato combina melhor com o seu rosto e pinça nelas! Aproveite também e dê uma clicada no quadro ao lado para ver, de uma forma bastante fácil, qual é o comprimento da sobrancelha ideal.

Agradecimentos:

Dora Cramer – Especialista em sobrancelhas
Av. Nossa Senhora de Copacabana, 861, sala 813 – Copacabana
Rio de Janeiro – RJ
Tel.: 21- 2256 5963 (consultas somente com hora marcada)

Bianca Ribeiro – Esteticista
Clínica Fisiobelle
Avenida das Américas, 500, bloco 16, sala 214 – Barra da Tijuca
Rio de Janeiro – RJ
Tel.: 21- 2494 5937

Daniela Hausser e Tabet – Esteticistas
Maison Esmell
Rua Aníbal de Mendonça, 199 – Ipanema
Rio de Janeiro – RJ
Tel.: 21 – 2511 2348

Dayse Maia – Esteticista
Clínica de Estética Dayse Maia
Rua Olegário Maciel, 214, 2º andar, Loja 08 – Barra da Tijuca
Rio de Janeiro – RJ
Tel.: 21- 2494 2761

×
Faça do Bolsa de Mulher
sua página incial
E também acompanhe: Newsletter