Sem cabelos brancos

Um fio de cabelo branco incomoda muita gente. Imagine dezenas deles, incomodam muito mais. Não há vaidade que resista. Muitas de nós correm para o cabeleireiro para tingir e desafogar as mágoas. Outras preferem comprar os famosos "shampoos que colorem e tratam dos cabelos ao mesmo tempo" nas farmácias e lojas de departamentos e tentam resolver o problema em casa. Mas fica uma dúvida. Existe uma fórmula mágica para reverter esse embranquecimento de nossas madeixas? Segundo o antropólogo Pedro Luz, especialista em etnobotânica, existe e é bem acessível. O consumo diário de uma cápsula da erva unha-de-gato, facilmente encontrada em lojas de produtos naturais, faz com que os cabelos voltem à sua cor natural. Esse verdadeiro milagre foi descoberto por uma antropóloga americana de oitenta anos que tomou os comprimidos e acabou com a cabeleira branca. Mas, como nem tudo é perfeito, há um pequeno inconveniente, a interrupção do consumo faz com que os brancos voltem.

Além do efeito cosmético, a planta, cujo nome científico é uncaria tomentosa , também é indicada no tratamento de artrite, bursite, alergias, diabetes, lúpus, síndrome de fadiga crônica, câncer, herpes, depressão, menstruação irregular e desordens de estômago e intestino. "A unha de gato fortalece o sistema imunológico do organismo e previne a deterioração orgânica que leva a velhice prematura", afirma a farmacêutica Latife Baraka, do laboratório Amazon Ervas. O vidro do produto é comercializado por diversos laboratórios e o preço é a partir de R$ 6,50. Outras ervas também prometem resultados. A escritora Rosy Bornhausen, em seu livro "Ervas do Sítio", aconselha usar o chá de sálvia bem forte como rinse. Rose garante que, lentamente, os cabelos voltarão à cor normal. Nenzinha Machado Salles, autora do guia "Sebastiana Quebra Galho", propõe enxaguar a cabeça com chá bem forte feito com folhas de nogueira. Segundo Nenzinha, a fórmula pode até aloirar. O editor do Jornal Oxigênio, Ricardo Massena, ensina outra receita. A dele leva chá concentrado e coado de sálvia e alecrim e shampoo neutro na proporção de metade metade. "O alecrim escurece enquanto a sálvia é um ótimo antisséptico. Os cabelos ficam também super cheirosos", garante.

Todo mundo diz que arrancar um fio de cabelo branco faz nascer dois. A dermatologista Paula Dadalti, porém, desmente. "Isso é uma lenda". Sorte da banqueteira Mônica Vaz, 32 anos, que arranca cinco ou seis fios há sete anos e não pensa ainda em recorrer às tinturas e tonalizantes. A dermatologista ensina também que, nos casos específicos de aparecimento de cabelos brancos causados pela doença vitiligo, a ingestão da planta serralha é super eficaz no combate aos cabelos brancos.

A botânica Vera Fróes, no livro Alquimia Vegetal – Como fazer sua farmácia caseira da editora Record, vai mais longe e ensina um tratamento "de dentro para fora e fora para dentro". Isso é, shampoo de sálvia na cabeça e chá da planta pra dentro. O shampoo pode ser adquirido no laboratório de manipulação que a botânica possuí em Teresópolis (telefone: 0 XX 21 742-6077) ou ser fabricado em casa. Anote a receita : misture 70% de lauril (base neutra encontrada em qualquer farmácia de manipulação), 10% de mel, 20% de extrato bem forte de sálvia, quatro gotas de óleo de copaíba (que também combate queda de cabelos), quatro gotas de própolis (conservante natural do shampoo) e três gotas de óleo essencial de sálvia (encontrado em lojas de produtos naturais e farmácias de manipulação). O produto tem duração de um ano. "A única diferença para os shampoos industrializados é que ele é menos viscoso porque não contém sal na fórmula". O chá deve ser tomado três vezes por dia. "Recomendo tomar o chá durante sete dias e descansar 14 dias. Se tomar 14, descansar 28", ensina a botânica. Vera também lembra que falta de vitamina A pode gerar fios brancos.

Além das ervas medicinais, massagem capilar pode ser outra aliada nessa guerra aos brancos. A terapeuta capilar Rosa Zaina, que atende no Salão Angellis, faz uma que também é indicada para calvície, seborréia e cabelos danificados por excesso de produtos químicos ."O tratamento estimula a corrente sangüínea e, conseqüentemente, produz um percentual maior de melanina. Uso produtos naturais da Vitaderme", diz. Para as adeptas de shampoos e cosméticos importados, uma novidade: a Shiseido, famosa empresa de cosmético japonês, está lançando o Sérum Noir, um shampoo e condicionador que contêm o avanço dos cabelos brancos. O produto não é um colorante, ele trata os fios e os mantêm escuros. Uma pena que as mais badaladas lojas de cosméticos do Brasil, porém, ainda não têm o produto em suas prateleiras. "Ainda não está nos nossos planos comercializar o Sérum Noir no Brasil", diz Cibelle Araújo, da Shiseido do Brasil.

Remédios, chás e simpatias receitados, resta saber por que os cabelos embranquecem? Para o médico geneticista Gerson Carakushansky, professor titular da Faculdade de Medicina da UFRJ, "o cabelo branco é uma das característica do envelhecimento geral que acompanha o envelhecimento das células. O cabelo vai perdendo a pigmentação. Já o embranquecimento precoce é uma característica de tendência familiar e não necessariamente doença genética. Há também casos relatados de aparecimento acelerado de cabelos brancos por fator estressante. Este é um caso de fatores ambientais influenciando na pigmentação de cabelo". Mais cético, o médico acha que não há como reverter os fios brancos, "só pintando", diz.

Bem, pintar pode ser até uma solução imediata. Mas existem as alergias ao produto e a escravidão de ter que ir sempre aos salões. Pintar requer disciplina, pois nada mais irritante que raízes brancas. As receitinhas acima descritas não têm contra-indicações e são fáceis de seguir. Não custa nada tentar e torcer para que os temíveis fios diminuam de forma natural.

SIGA-NOS NO FACEBOOK

Recomendado Para Você