Pouco cabelo? > Do consultório para o salão

Os salões de beleza também guardam truques para quem precisa remediar a falta que os cabelos fazem. E o corte certo pode fazer toda a diferença. O corte em camadas e o repicado contribuem para o ganho de volume, mas a cabeleireira carioca Sônia Nesi dá uma dica mais precisa: "Uma alternativa é fazer vários [...]
por admin

Os salões de beleza também guardam truques para quem precisa remediar a falta que os cabelos fazem. E o corte certo pode fazer toda a diferença. O corte em camadas e o repicado contribuem para o ganho de volume, mas a cabeleireira carioca Sônia Nesi dá uma dica mais precisa: "Uma alternativa é fazer vários picotes nas camadas interiores do cabelo. Os fios mais curtos embaixo dão suporte para os de cima, produzindo ainda mais volume", explica. Até a boa e velha tintuta pode ajudar. "Pintar o cabelo com tons mais escuros perto da raiz e clareá-lo nas pontas, dá um efeito mais cheio", revela Sônia Nesi.

Quando há pouco cabelo e ele é muito fino, a tendência é colar no couro cabeludo

Se você tem os cabelos ralos e enrolados, nem pense em alisá-los. Os cachos contribuem muito para disfarçar a escassez de fios. O ideal é deixar o anelado bem definido. "Quando há pouco cabelo e ele é muito fino, a tendência é colar no couro cabeludo", diz Sônia Nesi. Ela conta que existem tratamentos para deixar os cachos mais largos e hidratados, técnicas modernas que substituíram o antigo permanente e que podem ser feitas, inclusive, em cabelos com tintura.

Truques e técnicas

Outra alternativa são as técnicas que simulam implantes capilares e que podem ser feitas dentro do salão de beleza. Uma delas é o chamado "implante de queratina", que apesar do nome não passa de um tratamento externo, feito diretamente no cabelo. Em cada fio, é colocado uma porção extra de até dez novos fios. O resultado é um cabelo mais grosso e com volume muito maior. "Implante" feito, só é preciso voltar no salão dois meses depois para retocar os fios da frente. No resto da cabeça, o tratamento pode durar até quatro meses.

Mais radical, porém com um efeito bem superior é a técnica de incluir mechas de cabelo entre as existentes no couro cabelo. O cabelo natural é usado como molde para que se aplique fios novos da mesma cor e textura que os originais. Uma espécie de tela com o cabelo extra é, então, colada no couro cabeludo. Sônia Nesi explica que apesar do efeito ser muito natural, poucas mulheres aderem ao tratamento, porque é preciso raspar algumas áreas para aplicar a tela. Além disso, é necessário retornar ao salão todo mês para lavar e refazer as mechas.

Mais importante do que conhecer as alternativas para o problema é saber o que não se deve fazer. O hairstylist Walter Cabral, dono da rede Walter's Coiffeur, explica que mulheres que possuem o cabelo ralo não devem aplicar cremes e máscaras de hidratação próximo à raiz, o que contribui para diminuir ainda mais o volume. E completa: nada de escovas, alisamentos ou relaxamentos. "Silicones e finalizadores também podem acelerar a queda dos fios e deixar o cabelo mais compacto, parecendo mais ralo", diz Walter. Ou seja, a regra é deixar os cabelos leves e soltos. E quanto mais volume, sempre melhor.

Categoria:

Matérias Recomendadas

Facebook Comments