Maquiagem antiacne funciona? Profissionais dão suas opiniões

Dermatologista e maquiador falam sobre produtos que prometem tratar ou camuflar o problema
por Marianna Feiteiro

Existem hoje no mercado alguns produtos de maquiagem que prometem ao mesmo tempo tratar e disfarçar espinhas e cravos. Mas esses produtos realmente funcionam?

Leia também:

Espremer espinhas pode causar infecções graves e até meningite

Livre-se das espinhas em 5 passos

Acne adulta

Segundo a Dra. Andrea Taira, dermatologista da clínica Liliane Oppermann, eles podem ajudar em casos leves, pois contêm em sua composição substâncias que diminuem a oleosidade e, em alguns casos, também são queratolíticos (esfoliantes) e antimicrobianos, o que ajuda a limpar as impurezas da pele e combater o aparecimento da acne. Além disso, algumas marcas ainda contêm ácido salicílico na fórmula, componente conhecido no combate à acne.

“Para casos iniciais e sem inflamação importante, eles podem oferecer melhora do quadro. Porém, em casos mais severos, com muitas lesões, é fundamental realizar um tratamento adequado com acompanhamento de um dermatologista. Nestes casos, maquiagens antiacne podem auxiliar no tratamento, mas não são suficientes isoladamente”, explica.

Para o maquiador da Lancôme Lao Vila, o surgimento de cravos e espinhas está diretamente ligado à oleosidade da pele. “Para combatê-los, é preciso limpar a pele, tonificar e hidratar. Ao adotar este ritual continuamente, a pele se torna mais equilibrada, menos oleosa e, automaticamente, menos suscetível à acne”, indica o profissional, que ainda recomenda o uso de máscara de argila três vezes por semana.

Na mesma linha, Dra. Andrea afirma que os cuidados básicos e indispensáveis no combate à acne são limpeza, tonificação, hidratação e proteção da pele com produtos adequados, como os bloqueadores solares oil-free, mas pondera: “Controlar a oleosidade é muito importante, mas ela não é a única causa da acne. Fatores hormonais, genéticos, entre outros, também devem ser levados em conta.” Segundo ela, o tratamento varia de pessoa para pessoa e deve ser indicado por um profissional qualificado.

Dormir de maquiagem?

Existe uma marca de maquiagem antiacne que alega ser possível dormir com o produto no rosto, uma vez que ele ajuda a tratar a pele durante a noite.

Para Lao, o melhor é mesmo remover a make antes de se deitar. “Isso faz com que a face descanse, relaxe e não perca a viscosidade. O ideal é hidratar e, de acordo com a necessidade de cada pele, aplicar o produto mais indicado, como antiidade ou antiacne, pois é durante a noite que a pele atinge o maior pico de receptividade para este tipo de tratamento”, esclarece.

Já Dra. Andrea admite que sente certa relutância em orientar que o paciente durma com a maquiagem. “A pele acumula diversas impurezas ao longo do dia, como sujeira e poluição. O ideal é higienizar bem o rosto e depois reaplicar um produto adequado”, aconselha.

Esconda cravos e espinhas

Lao dá a dica de como disfarçar essas imperfeições: “O truque é bem simples. Basta usar uma base para cobrir a pele e um corretivo que seja leve e, ao mesmo tempo, tenha alto poder de cobertura.”

Para controlar a oleosidade, o maquiador indica uma base oil-free, que confere efeito matificante à pele, e o ritual pré-maquiagem de limpador, tônico e hidratante. “Sem esse ritual, a maquiagem não fixa, além de brilhar excessivamente. A maquiagem tem de deixar a pele radiante e luminosa, não brilhosa”, pondera.

Confira no vídeo abaixo quais são os cosméticos certos para o seu tipo de pele:

Categoria:

Matérias Recomendadas

Facebook Comments