Cinco cuidados essenciais com o alicate de unhas

Medidas são necessárias para evitar doenças

por Redação

Alicate de unhas é um acessório quase indispensável para as amantes da nail art. Usado para tirar as cutículas e excessos de pele da região antes de esmaltar, ele merece atenção especial. Isso porque o objeto cortante pode provocar feridas e causar doenças infecciosas por fungos e bactérias ou até mesmo Hepatite C. Para se manter longe desses problemas, confira cinco cuidados essenciais na hora de fazer as unhas.

Leia também
Unhas fracas: 12 dicas para fortalecê-las
Manicure explica a diferença entre acetona e removedores de esmaltes
Unhas decoradas contra mau olhado e inveja; aprenda

  • Na hora de escolher um alicate, opte por comprar aquele que seja feito de aço inox. Tudo bem se o suporte for de outro material, como plástico, por exemplo, desde que a parte cortante que fica em contato com a pele seja de aço inox.

 

  • Ao usá-lo em casa, procure não tirar muita pele. Segundo médicos, o ideal é não tirar as cutículas. Mas, como algumas mulheres não abandonam o hábito, o mais indicado é tirar apenas o excesso, somente ele, para não deixar as unhas tão expostas a infecções.

 

  • Muito cuidado para não tirar bifes! Além de causar dor, também faz o alicate ter contato com o sangue. Isso favorece ainda mais a contração de doenças. Para facilitar, use técnicas para amolecer a cutícula.

 

  • Tenha um alicate apenas seu. Se for à manicure, leve-o. Ele não pode estar enferrujado e precisa estar amolado.

 

  • Depois do uso no salão, é possível que ele seja limpo em uma cabine de esterilização. Em casa, lave com água corrente e sabão. Em seguida, limpe com álcool 70 e ferva. Guarde sempre seco e com a ponta protegida, em lugar higienizado.


Mais dicas de cuidados com as unhas? O vídeo ajuda quem sofre com unhas encravadas. Assista e descubra como acabar com esse indesejável problema.

Temas: ,
×
Faça do Bolsa de Mulher
sua página incial
E também acompanhe: Newsletter