Celulite Argh!!!!!!! > Lipodistrofia ginóide = celulite

Saiba o que gera a temida celulite
por admin

Por Ana Celi

Durante muito tempo obesidade e celulite foram consideradas a mesma coisa . Analisando...

A palavra OBESIDADE ( do grego )

OBE = excesso

EDERE = comer

Portanto, obesidade é o mesmo que excesso de comida. Será, porém, que todas as pessoas que se excedem na alimentação serão igualmente obesas ? Existe uma diferenciação na eficiência metabólica . Os magros têm uma capacidade maior de gastar calorias que os gordos. Quanto maior o percentual de gordura menor a taxa metabólica e quanto maior for a massa magra maior o gasto calórico . Hoje já se sabe que a obesidade é multifatorial e complexa e não simplesmente excesso de comida .

A palavra CELULITE não corresponde a realidade de sua terminologia, pois ITE quer dizer processo inflamatório. Já a denominação LIPODISTROFIA GINÓIDE (LDG) é adequada e significa :

LIPO = relativo a gordura

DISTROFIA = demonstra desordem nas trocas metabólicas do tecido

GINÓIDE = gino = mulher , óide = forma de

ETIOLOGIA DA LDG

São muitos fatores a se destacar :

1- fator predisponente : a herança

2- fator desencadeante : o hiperestrogenismo

3- fatores coadjuvantes : endógenos e exógenos

1- Hereditariedade

Há três observações que englobam a hereditariedade .Existe uma predisposição hereditária tanto para as diferentes formas de obesidade quanto para a lipodistrofia localizada ; a herança seria a estrutura corporal, ou seja, a morfologia e a topografia do tecido gorduroso ; esta predisposição genética além de ser multifatorial é modificável pela influência ambiental, portanto sujeito a controle, podendo interferir no sentido de atenuar ou acentuar os elementos herdados .

2- Hiperestrogenismo

A participação do hormônio feminino na etiopatogenia da LDG é um dos principais fatores. Fatos comprovam sua participação na patogenia da LDG, tais como : patologia própria da mulher ; surgimento após a puberdade, onde a menarca está intimamente ligada à uma proporção crítica de massa gordurosa que age como mecanismo desencadeante do sangramento menstrual ;influência na replicação das células adiposas pelos estrógenos na fase de diferenciação dos caracteres sexuais secundários ; pela relação direta ou indireta dos hormônios femininos durante as fases da vida da mulher ( menstruação, gravidez, abortos, pós-parto, lactação, pré-menopausa e estrogenoterapia)

3-Fatores Coadjuvantes Endógenos

Hiperinsulinemia – a insulina é o agente lipogênico e o principal inibidor de toda iniciativa lipolítica ; hormônio tireoidiano – insuficiência metabólica ou resistência ao hormônio tireoidiano . Quando o suprimento de tiroxina é inadequado, o metabolismo basal pode cair de 30 a 50% . Uma glândula tireóide hiperativa pode aumentar a taxa metabólica no repouso até duas vezes o normal . Gravidez – desempenha papel importante na fisiopatogenia da LDG; puerpério e lactação – pelo aumento da produção de prolactina

4- Fatores Coadjuvantes Exógenos

Hábitos alimentares inadequados ;sedentarismo – ausência de atividade física – baixo gasto calórico ; psicológicos – binômio causa-efeito ; compressivos externos – vestuário

CLÍNICA DA LDG

Quando atinge certo grau de intensidade, com repercussão circulatória periférica apresenta sintomas gerais como :

- fadiga ; astenia ; sensação de peso nas pernas ; tensão ; dores que aumentam de intensidade com o repouso ; cãibras noturnas .

A sintomatologia mais importante se faz pela exteriorização dos problemas psicológicos causados pela LDG . Segundo Pitanguy: “A finalidade transcendente é a tentativa de harmonização do corpo com o espírito, da emoção com o racional, visando estabelecer equilíbrio interno que permite ao paciente reencontrar-se, para que se sinta em harmonia com sua própria imagem e com o universo que o cerca” .

DIETOTERAPIA ESPECIALIZADA

O que é ruim e propicia o desenvolvimento da LDG

- SAL – em excesso, favorece a retenção hídrica . O ideal é utilizar o sal marinho, pois contém menos cloreto de sódio ( responsável pela retenção de água ) do que o sal comum ;

- ÁLCOOL – aumenta as células adiposas ;

- FAST-FOOD – normalmente são ricos em gorduras, carboidratos e pobres em vitaminas, sais minerais e fibras ;

- CIGARRO – a nicotina é uma substância vasoconstritora,ou seja, diminui o calibre dos vasos diminuindo a oxigenação das células e prejudicando a eliminação das toxinas ;

- PÍLULA ANTICONCEPCIONAL – principalmente aquelas à base de estrógeno .

O que é bom e posterga o desenvolvimento da LDG

- ÁGUA – o ideal é beber em média 2 litros de água/dia ;

- FRUTAS, VERDURAS E LEGUMES – ricos em vitaminas e sais minerais e mantém o equilíbrio do organismo . Possuem uma grande quantidade de fibras, fundamentais para o bom funcionamento do intestino – eliminar as toxinas. A vitamina C, por exemplo, aumenta a permeabilidade capilar ;

- GRÃOS E CEREAIS INTEGRAIS – são mais ricos em fibras, contém proteína vegetal e fornecem energia para o corpo. Os grãos como lentilha, ervilha, feijão, soja e milho são excelentes exemplos. Sempre que puder utilize os arroz e pães integrais .

Categoria:

Matérias Recomendadas

Facebook Comments