Técnicas de pintura em mdf

por Beatriz Helena

Conhecer as principais técnicas de pintura em MDF é importante para todos aqueles que se interessam um pouco por artesanato. Afinal, elas servem para personalizar uma peça de madeira ou até mesmo para reformar um móvel antigo. As quatro mais conhecidas são: craquelê, patina, decoupage e marcheteria.

As peças em MDF podem ser compradas em lojas de artesanato e a variedade é grande. As opções vão desde caixas multiutilidades, porta-joias, porta-retratos, porta-fralda, potes e quadros decorativos, caixa de chá e até lixinhos de banheiro ou cozinha. Mas, além de peças para o lar, a técnica também pode ser usada para presentear, ganhar um dinheiro extra ou até para reformar móveis que estão com aparência de velhos e desgastados.

Veja também:
Decoupage em mesas
Pátina com escova de lavar roupa

Caixa ecológica

Técnicas de pintura em madeira

tecnicas-de-pintura-em-mdf-91388198-2.jpg

O craquelê da um efeito envelhecido à peça. Depois de aplicar a tinta e o verniz, a pintura fica com várias “rachaduras” e isto não é um erro, é o efeito da técnica. Para fazer craquelê em uma peça de madeira é preciso habilidade e experiência, já que ela precisa estar muito bem lixada e o verniz não pode ser retocado e só deve ser aplicado em tinta plástica, verniz vitral ou acrílica.

A patina é uma das técnicas de pintura em madeira mais antigas e conhecidas. Suas origens e finalizações mudam conforme o tipo, já que existe a italiana, a envelhecida, a acetinada e a provençal. A técnica é a mesma, a diferença entre uma e outra é a cor da madeira e o modo de passar a tinta. Esta técnica é a mais indicada para recuperar móveis antigos e desgastados.

A decoupage certamente é a técnica mais usada e a mais original, afinal, a criação dela é individual. Para fazê-la, é necessária cola transparente, verniz e papeis decorativos. Os mais indicados são os grossos, pois aguentam as camadas de verniz. Papéis de presente são ótimas opções, já que tem a espessura necessária, além de ser facilmente encontrado em diversas estampas.

Por fim, a marcheteria é a técnica mais complicada e que exige mais tempo e dedicação, já que consiste na ornamentação de superfícies planas de madeira com aplicação de materiais como pedras, pérolas, metais, pedaços de madeira, biscuit e outros objetos que podem servir como detalhe. A técnica de marcheteria também é indicada para reformar móveis, mas também pode servir para decorar pisos e paredes e até criar esculturas.

Categoria:

Matérias Recomendadas

Facebook Comments