Amor e sexo

Tesão: pessoal e intransferível, cada um tem o seu

por Redação

Eu nunca tinha visto, assim tão de perto, duas mulheres se beijando, assim tão despudoradamente, ardente, vermelho.

Nunca tinha visto duas mulheres e um homem se beijando em trio, com as línguas à mostra.

Nunca tinha visto uma mulher ser massageada entre as pernas enquanto é beijada por outra mulher e observada pelo resto da festa.

Nunca tinha visto um trenzinho em que o último vagão é um homem, o maquinista é outro homem e no meio estão duas mulheres sem parte de cima.

Nunca tinha visto um homem sentir tesão em ver a sua mulher com outro. Outros. Vários. Seguidos. O marido fotografa e espirra lubrificante na sua mulher, que está deitada de pernas abertas sobre uma mesa redonda. Eu nunca tinha visto um tubo de lubrificante tão grande.

Eu nunca tinha visto um strip masculino em que o dançarino, ao final da música, tira a sunga e está duro.

Eu nunca tinha visto um homem esconder a cabeça debaixo da saia da sua mulher no meio da pista de dança

Nunca tinha visto uma mulher mandar um homem deitar de barriga para cima no chão do palco para oferecer a ele o melhor ângulo quando tira a calcinha.

Nunca tinha visto uma atriz pornô provar o figurino em cima da cama, nua, em dúvida sobre a primeira ou a segunda calcinha, que ela tiraria com poucos segundos de cena. Eu nunca tinha visto uma atriz posar para a capa de um filme, rebolar para a câmera e fazer meia hora de sexo anal.

Nunca tinha visto a mulher da mesa ao lado levantar-se e, como quem paga uma aposta, subir ao palco, tirar a roupa e segurar no poste. Rodopiar.

Nunca tinha visto um homem e uma mulher deitados na cama, sem roupa, enquanto outra mulher e outro homem, respectivamente, lhes dão sexo oral.

Eu nunca tinha visto um homem esconder a cabeça debaixo da saia da sua mulher no meio da pista de dança. Nunca tinha visto uma mulher ajoelhar-se para três homens, na mesma pista de dança.

Eu nunca tinha visto um casal fazer papai e mamãe assim na minha frente, completamente nu, bunda redonda. Nunca tinha visto um casal fazer a posição do cachorrinho logo ali na minha frente, em um show de sexo explícito.

Nunca tinha visto um homem acentuar o decote do vestido da sua mulher para mostrar o bico para mim. Mas nada tem me parecido tão excitante quanto o amor.

Comentários

  1. disse:

    Que máximo!
    Texto de dar inveja (boa) ao colega colunista ao lado (eu mesmo).
    José Guilherme Vereza

  2. batukete disse:

    Excitante.
    Ótima leitura!

    Fiquemos com gostinho de quero mais.

  3. belaaquariana disse:

    Delícia de texto !!

    Instigante, excitante, pleno… (CL) (CL) (CL)

  4. disse:

    :$ legal essa coluna descobri hoje e vou ser assidua sempre que puder…

×
Faça do Bolsa de Mulher
sua página incial
E também acompanhe: Newsletter